Ktesios entra na bolsa de Lisboa de olho no imobiliário português

Empresa entrou no mercado Access e a negociação será feita por chamada. A um preço inicial de 12 euros por ação, arranca com uma capitalização bolsista de 6,36 milhões de euros.

A bolsa de Lisboa ganhou uma nova cotada. A sociedade de investimento e gestão imobiliária (SIGI) Ktesios começou esta terça-feira a negociar no mercado Access da Euronext Lisbon, um dos sistemas multilaterais de negociação dedicado a empresas em crescimento. É já a terceira representante do setor em Lisboa.

“Hoje celebramos a admissão da Ktesios SOCIMI no mercado Access da Euronext Lisbon. Dedicada ao investimento imobiliário residencial em cidades mais pequenas em Espanha, a Ktesios tem como objetivo expandir os seus investimentos em Portugal“, anunciou a presidente da Euronext Lisboa, Isabel Ucha, numa publicação no Linkedin.

A negociação é feita por chamada (ou seja, duas vezes por dia) e o preço inicial é de 12 euros por ação, o que lhe dá uma capitalização bolsista de 6,36 milhões de euros. A sociedade investe essencialmente em imobiliário residencial, incluindo no âmbito da renovação e recuperação, para posterior arrendamento. Estas rendas são maioritariamente distribuídas pelos investidores, como implicam as regras do regime das SIGI.

“A Ktesios será admitida no #Access, um dos segmentos que a Euronext oferece com requisitos adequados a empresas de menor dimensão, mas com ambições de crescimento. Desejamos à Ktesios o maior sucesso para a sua atividade, para os seus investimentos, e que o mercado de capitais possa constituir um pilar de suporte à sua estratégia e ao seu crescimento“, acrescentou Ucha.

A entrada da Ktesios reforça o peso do imobiliário na bolsa nacional. No início de 2020, a espanhola Merlin Properties começou a negociar com uma avaliação de quase seis mil milhões de euros e, em julho desse ano, foi a vez da Ores — a primeira SIGI em Portugal — a ser admitida à negociação com uma capitalização bolsista de 50,2 milhões de euros.

Além destas, também a promotora imobiliária VIC Properties (dona do condomínio de luxo Prata Riverside Village) já manifestou intenção de entrar na bolsa de Lisboa, após ter emitido 250 milhões de euros em obrigações convertíveis garantidas. Fora do setor do imobiliário, no mês passado, a Samba Digital (multinacional que representa marcas de grandes nomes do futebol europeu, mas também do ténis e mesmo da NBA) anunciou também querer entrar na bolsa nacional.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ktesios entra na bolsa de Lisboa de olho no imobiliário português

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião