Bruxelas avança esta terça-feira com primeira emissão de dívida da “bazuca” europeia

Ratificada a decisão dos recursos próprios por parte dos 27 Estados-membros da União Europeia, Bruxelas avança para o mercado. Primeira operação deverá chegar ao mercado esta terça-feira.

A Comissão Europeia (CE) vai avançar com a primeira emissão para a “bazuca” europeia. Mandatou bancos de investimento para recolherem junto dos investidores manifestações de interesse nestes títulos de dívida com os quais vai obter o financiamento necessário para os Planos de Recuperação e Resiliência, mas também o reforço de outros programas europeus.

De acordo com a Reuters, que cita memorandos enviados pela CE aos bancos, Bruxelas apontou o BNP Paribas, DZ Bank, HSBC, IMI-Intesa Sanpaolo e o Morgan Stanley como líderes da operação de financiamento, enquanto o Danske Bank e o Santander irão atuar como co-líderes na emissão de dívida conjunta da União Europeia.

Esta operação deverá arrancar já esta terça-feira, 15 de junho, estando dependente das condições dos mercados. Contudo, tendo em conta o contexto atual, de estabilidade nos mercados, tudo indica que acabará por realizar-se.

Cinco meses depois de concluída a ratificação da decisão dos recursos próprios por parte dos 27 Estados-membros da União Europeia, avança assim a primeira emissão de dívida em nome da UE para financiar o Próxima Geração UE.

Esta emissão terá uma maturidade a 10 anos, não sendo conhecido o montante a emitir. Este ano, Bruxelas pretende financiar-se em 80 mil milhões, sendo o valor total das necessidades 10 vezes superior. Ao longo dos próximos cinco anos, a Comissão Europeia irá financiar-se em 750 mil milhões de euros (preços de 2018) ou cerca de 800 mil milhões de euros a preços correntes.

Apesar de no passado a Comissão já ter emitido dívida em nome da UE, incluindo durante a crise pandémica (foi o caso do SURE, os empréstimos para apoiar o emprego), o volume de dívida envolvido no Próxima Geração UE não tem precedentes e é visto por alguns como uma antecâmara de uma política orçamental centralizada para os países da Zona Euro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas avança esta terça-feira com primeira emissão de dívida da “bazuca” europeia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião