Preços das casas estabilizaram em 2020, diz DBRS

Contrariando as previsões feitas no início da pandemia, os preços das casas pouco mexeram em 2020, e as "piores expectativas foram evitadas", diz a DBRS.

No início do ano passado, quando a pandemia começou a ganhar força, temeu-se o pior para a atividade económica. Dentro do setor imobiliário, as previsões foram pouco otimistas, mas a verdade é que as consequências não foram assim tão más, afirma a DBRS, numa nota enviada esta segunda-feira. Os preços das casas mostrarem ser “resistentes”, em parte devido à “forte procura” por habitação.

Quando o novo coronavírus se começou a espalhar pela Europa, no primeiro trimestre do ano passado, “gerou-se uma significativa incerteza em torno de todos os aspetos da atividade económica”, tanto “para consumidores”, como “para empresas”, refere a agência de notação financeira.

Naquela altura, “era difícil prever com alguma certeza a gravidade do impacto que a pandemia poderia ter no mercado imobiliário”, por isso as previsões apontavam para consequências “relativamente moderadas a muito graves”, sendo que dependeriam de vários fatores, tais como a duração da pandemia e a descoberta da vacina, entre outros.

Contudo, “um ano depois”, e ainda numa altura em que “a incerteza económica permanece”, a DBRS conclui que “as piores expectativas foram evitadas” e que houve vários fatores a ajudar nesse sentido: os apoios dos Governos para mitigar as perdas de emprego e falências, a adaptação rápida das empresas e consumidores ao teletrabalho e às compras online e a adoção de medidas de tolerância nas hipotecas e nos arrendamentos.

Uma dessas previsões tinha a ver com os preços das casas. “A expectativa na fase inicial da pandemia era que os preços das casas pudessem ter uma correção modesta em relação aos níveis do final de 2019”, diz a DBRS, afirmando, contudo, que os preços “permaneceram resistentes”, sendo que na maioria dos mercados ficaram estáveis ou subiram mesmo. Isso deveu-se à procura de habitação, que se “manteve forte em 2020” e à “disponibilidade de crédito hipotecário”.

O início da pandemia ficou ainda marcado pela suspensão de muitos empréstimos — moratórias –, mas a DBRS nota que essa taxas de suspensão têm diminuído acentuadamente e que a maioria dos devedores acabou por suspender essas moratórias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preços das casas estabilizaram em 2020, diz DBRS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião