CML alarga testagem à Covid a não-moradores e põe fim a limite de testes

A autarquia liderada por Fernando Medina alargou o Plano Municipal de Testagem da Covid-19 a não-residentes no município, pondo ainda também fim ao limite de dois testes mensais por morador. 

A Câmara Municipal de Lisboa alargou, esta segunda-feira, o Plano Municipal de Testagem da Covid-19 a não-residentes no município, pondo ainda também fim ao limite de dois testes mensais por morador.

Numa publicação no Facebook, a autarquia liderada por Fernando Medina informa que “o plano passa a oferecer um número de testes ilimitados a todos, sejam ou não residentes”, pelo que deixa de estar este programa deixa de estar “limitado a dois testes mensais por morador” e é alargado também a não-residentes do município.

Em causa está um plano de testagem lançado no final de março. Numa fase inicial, este programa era apenas dirigido aos moradores das freguesias consideradas de maior risco, por terem uma incidência superior a 120 casos de infeção por 100 mil habitantes. Contudo, a 14 de abril, o programa foi alargado a todos os moradores da cidade, com um limite de dois testes mensais, que a partir desta segunda-feira é também abolido.

Além disso, este programa está também disponível para “trabalhadores do comércio, restauração e hotelaria, de equipamentos culturais, comerciantes das feiras e mercados de Lisboa, assim como aos seus empregados inscritos“, assinala a autarquia no site.

Com este alargamento dos critério e, consequentemente do público-alvo, a autarquia lisboeta vai também reforçar a rede de postos móveis com a introdução de novas unidades, que passam a ser 17, e de uma permanência mais regular nos pontos de maior procura.

Para aderirem a esta iniciativa, os interessados têm de agendar a testagem diretamente ou por telefone numa das farmácias abrangidas pelo programa, cuja lista pode ser consultada no site da CML. Depois de o teste ser realizado, caberá às respetivas farmácias comunicarem o resultado através da plataforma SINAVE. Importa ainda sublinhar que, nos caso de um munícipe testar positivo, o utente é depois contactado por profissionais do Serviço Nacional de Saúde.

Com os casos de infeção a aumentar sobretudo na região de Lisboa e Vale do Tejo, esta é mais uma das apostas da CML para evitar a propagação na pandemia no concelho. Na semana passada, a autarquia anunciou que os centros de vacinação da cidade de Lisboa vão ter um horário alargado a partir desta segunda-feira. O objetivo passa por aumentar o ritmo de vacinação nesta região para 65 mil doses administradas por dia e terá duas fases.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CML alarga testagem à Covid a não-moradores e põe fim a limite de testes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião