Von der Leyen pede aos países para “vigiarem” variante Delta

A presidente da Comissão Europeia pediu aos Estados-membros para se manterem vigilantes quanto à propagação da variante Delta, lembrando que esta já é dominante no Reino Unido.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, pediu esta sexta-feira aos Estados-membros para “vigiarem” a variante Delta, assumindo que esta é razão para preocupação. A alemã pediu a manutenção dos cuidados, coordenação entre os países e a aposta ao máximo na vacinação.

Estamos preocupados com a variante Delta“, disse Von der Leyen numa conferência de imprensa após o fim do Conselho Europeu, notando que no Reino Unido 90% das infeções já dizem respeito a esta variante e que a Delta está a “acelerar” na UE.

Para a presidente da Comissão Europeia “a boa notícia é que a vacina protege” e que “a população mais vulnerável já está vacinada”. “Duas doses protegem mais, mas uma dose dá pelo menos uma redução de doença grave”, disse, perspetivando que a União Europeia tenha quase 40% da população adulta totalmente vacinada até ao final da semana e quase 60% dos adultos com pelo menos uma dose.

Otimista com o progresso da vacinação mas cautelosa quanto ao efeito da variante Delta, Ursula Von der Leyen insistiu que os Estados-membros têm de estar “muito coordenados” nas decisões que tomam para controlar a pandemia. Porém, além do avanço do certificado digital, não houve novidades quanto às viagens extra-UE, um tópico que tem criado alguma divisão entre o Sul da Europa, mais dependente do turismo, e outros países.

Von der Leyen pediu ainda que os países se mantenham “vigilantes” e disse que as “máscaras e o distanciamento social têm de manter-se em vigor”. Além disso, a prioridade tem de ser continuar a vacinar ao ritmo mais elevado possível consoante as doses disponíveis: “É a melhor estratégia contra as variantes”, disse.

A presidente da Comissão Europeia revelou ainda que os líderes europeus mostraram-se a favor das ideias da Comissão para reforçar a resposta da União Europeia na área da saúde, em particular na gestão de pandemias. Von der Leyen indicou que no futuro deverá haver um epidemiologista chefe da UE para coordenar a resposta dos 27 Estados-membros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Von der Leyen pede aos países para “vigiarem” variante Delta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião