Oito mortos, mais 1.855 infetados por Covid-19 e incidência supera 400 casos/100 mil habitantes no continente

Morreram mais oito pessoas por Covid-19 e foram despistadas mais 1.855 infeções nas últimas 24 horas. A incidência cumulativa no continente voltou a subir, superando 400 casos por 100 mil habitantes.

As autoridades de saúde despistaram 1.855 novos casos de Covid-19 e oito pessoas morreram da doença nas últimas 24 horas, informa o boletim diário da DGS. A incidência cumulativa a 14 dias da Covid-19 em Portugal continental é agora de 403 casos por 100 mil habitantes e o risco de transmissibilidade médio (Rt) é de 1,10.

Há 851 pessoas em internamento hospitalar por causa do coronavírus, das quais 181 estão em unidades de cuidados intensivos (UCI), representando este número os casos mais graves da doença. São mais 46 pessoas internadas e uma subida de cinco pessoas em UCI face a domingo, um sinal de agravamento da pressão sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Boletim epidemiológico de 19 de julho de 2021:

Foi há menos de duas semanas que a DGS teve de aumentar a escala da matriz que mostra a incidência em função do Rt, porque a leitura tinha quebrado a escala. Com os casos acumulados por 100 mil habitantes a 14 dias a continuarem a aumentar, aproximando-se dos 480, a escala da matriz de risco está perto de ter de ser atualizada novamente (ver matriz abaixo).

A leitura de 403 casos por 100 mil habitantes desta segunda-feira contrasta com a de 366,7 registada na última atualização. Em simultâneo, o Rt desceu de 1,13 para 1,10, o que está relacionado com o modelo matemático que é aplicado (mais casos tendem a ditar uma descida do valor do Rt, uma vez que a quantidade de dados para o cálculo da média é maior). O Rt mede o número de pessoas que uma pessoa infetada, em média, contagia.

De recordar que a matriz de risco é a bússola que orienta o desconfinamento, sendo que a respetiva aplicação a nível dos diferentes concelhos no continente pode ditar o apertar ou o alívio das restrições. Devido ao agravamento da pandemia no país, as últimas semanas têm sido marcadas pela entrada de cada vez mais municípios no nível de “risco muito elevado”, sujeito às medidas mais restritivas, incluindo o recolher obrigatório a partir das 23h00 — 47 concelhos estão atualmente nesse nível de restrições.

Matriz de risco a 19 de julho de 2021:

Fonte: DGS/INSA

Analisando a evolução da pandemia por regiões, é de destacar que o Norte regista mais infeções nas últimas 24 horas do que Lisboa e Vale do Tejo. Na primeira foram detetados 1.307 novos casos e 1.279 na segunda. O Algarve tem mais infeções do que o Centro: mais 259 contra mais 247. O Alentejo despistou 117 casos. Nos Açores, foram descobertas 43 novas infeções, enquanto a Madeira detetou nove.

Em termos de mortalidade, foi em Lisboa e Vale do Tejo que morreram mais pessoas desde o boletim anterior — concretamente, cinco. Há ainda duas mortes a registar no Norte e uma no Algarve.

No total, Portugal tem 51.771 casos ativos de doença, mais 1.995 do que no domingo. Desde a chegada da pandemia, 861.707 pessoas foram dadas como recuperadas da doença, das quais 1.258 esta segunda-feira. A DGS mantém sob vigilância apertada um total de 79.710 pessoas, menos uma do que no balanço prévio, por terem tido um contacto “de risco” com alguém que testou positivo ao coronavírus.

(Notícia atualizada pela última vez às 14h47)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Oito mortos, mais 1.855 infetados por Covid-19 e incidência supera 400 casos/100 mil habitantes no continente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião