Perfecionista, competitivo ou entusiasta? A importância de identificar o perfil dos outros para melhorar as relações humanas

O livro foca as relações entre pais e filhos, mas conhecer o perfil da pessoa com quem estamos a lidar é uma mais valia para qualquer relação, dentro ou fora de casa, com familiares ou colegas.

Sabe qual é o tipo de personalidade do seu filho? Perfecionista, prestativo, competitivo, romântico, observador, precavido, entusiasta, confrontador e harmonioso. Estes são os nove tipos de personalidade que a psicóloga Bárbara Ramos Dias antecipa no livro “Guia de cabeceira para pais desesperados”, ensinando-o a identificar, através de um eneagrama, qual o perfil que mais se adequa à personalidade do seu filho.

Para cada perfil vai encontrar um conjunto de dicas práticas que prometem melhorar a relação entre pais e filhos, valorizando talentos e desdramatizando “defeitos”. O objetivo é conseguir um maior equilíbrio e felicidade familiar, com menos conflitos e discussões.

Autora: Bárbara Ramos Dias

Editora: Manuscrito

O mesmo acontece nas empresas. Conhecer as pessoas, sabendo exatamente qual é o seu perfil, ajuda a conseguir um melhor relacionamento e a saber exatamente como motivá-las. “Se nós compreendermos melhor o outro, se conseguimos ‘colocar-nos no sapato do outro’, percebemos como melhor agir”, diz Bárbara Ramos Dias, autora do livro, dando como exemplo a atribuição de prémios, que pode ir desde viagens, a aumentos salariais ou progressão de carreira. No entanto, nem todos os colaboradores vão valorizá-los da mesma forma, haverá quem prefira as viagens, o dinheiro ou o cargo. Tudo depende das motivações e do seu perfil de cada um.

Bárbara Ramos Dias, a autora do livro, conta com vinte anos de experiência com famílias, crianças e adolescentes. É sócia fundadora de quatro IPSS de cuidados de saúde e formadora em empresas na área de eneagrama, gestão de conflitos e gestão de stress.

4 perguntas a Bárbara Ramos Dias…

Bárbara Ramos Dias é psicóloga e a autora do livro “Guia de cabeceira para pais desesperados”

Saber exatamente o perfil da pessoa com quem estamos a lidar é fundamental para um melhor relacionamento?

Sem dúvida. E tanto em crianças, como em adolescentes e até em nós, adultos. Se nós compreendermos melhor o outro, se conseguimos “colocar-nos no sapato do outro”, percebemos como melhor agir.

Com um entusiasta devemos motivá-lo através do prazer, já para um perfecionista, a organização é crucial. Ao precavido devemos mostrar segurança, com o romântico garantir que nunca o vamos abandonar, enquanto os bem-sucedidos gostam de competitividade. Se percebermos isto, lidamos com os que estão à nossa volta de forma diferente e muito mais ajustada a cada personalidade, o que se traduz em relações mais harmoniosas.

Existe algum conselho transversal aos nove perfis que enuncia o livro?

Em primeiro lugar, regras firmes. Depois é juntar amor, colo, alegria, partilha e, ao mesmo tempo, reduzir os castigos e os gritos. É o que todos precisam.

O livro é focado no contexto familiar, nas relações de pais e filhos, mas este conhecimento pode ser útil para as empresas? De que forma?

Já fiz programas de eneagrama em empresas e, nomeadamente, com equipas de liderança. Uma empresa pediu-me intervenção porque a sua equipa era demasiado “adolescente”, precisavam de trabalhar outras competências. É uma forma excelente de motivar os colaboradores.

Um entusiasta precisa de criatividade, enquanto um confrontador precisa sentir-se forte e poderoso. Até mesmo na atribuição de prémios, umas pessoas vão valorizar as viagens, outras o dinheiro, outras uma mudança de cargo… Tudo depende da personalidade e das motivações que estão por detrás de cada um. Se o líder conhecer melhor as pessoas com quem trabalha, consegue motivá-las melhor.

Cada caso é um caso. Personalizar é a chave para o sucesso das relações humanas?

Todos somos diferentes. Mesmo tendo o mesmo tipo de personalidade, apenas são características comuns que encontramos nos diferentes tipos de personalidade e que nos ajudam a compreender melhor a nós e aos outros.

A chave para o sucesso é, do meu ponto de vista, compreender cada sujeito como único, compreender as suas motivações, talentos, mais-valias e desafios a melhorar. O eneagrama é uma ferramenta que nos ajuda no início desse processo, não é o fim do processo de conhecimento e desenvolvimento pessoal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Perfecionista, competitivo ou entusiasta? A importância de identificar o perfil dos outros para melhorar as relações humanas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião