INE mostra dados preliminares dos Censos na quarta-feira. 99% responderam via digital

Os portugueses vão poder espreitar os primeiros dados preliminares dos Censos 2021 na quarta-feira, 28 de julho. Instituto Nacional de Estatística destaca adesão massiva aos canais digitais.

O INE vai divulgar os primeiros resultados dos Censos 2021 a 28 de julho, anunciou o organismo nacional de estatísticas. A esmagadora maioria das famílias responderam ao recenseamento geral através de meios digitais, sobretudo o portal na internet.

“É já no próximo dia 28 de julho que o INE divulgará os primeiros resultados do XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação – Censos 2021, uma operação que contou com 99,3% das respostas da população através de canais digitais”, anunciou o INE num comunicado.

O instituto destaca que, entre o total de 99,3% de respostas digitais, “o meio mais utilizado foi o do acesso direto das famílias ao website (87,5%), seguindo-se as respostas com recurso à aplicação móvel do recenseador (7,7%), e, finalmente, o preenchimento dos questionários nos ‘ebalcões’ localizados as Juntas de Freguesia (4,1%)”.

Esta adesão massiva à internet “contribuiu decisivamente” para a “qualidade” da operação, avança o INE, incluindo para a “tranquilidade e segurança exigidas” no contexto da pandemia da Covid-19. A fase de recolha de respostas decorreu entre 5 de abril e 31 de maio e “contou com a participação empenhada da população”.

Graças aos canais digitais, foi possível concluir a “maior parte dos trabalhos apenas seis semanas depois da data do momento censitário”, a 19 de abril. A operação dos Censos 2021 envolveu cerca de 15 mil pessoas.

Segundo o INE, os resultados que serão apresentados na próxima quarta-feira, 28 de julho, “têm ainda um caráter preliminar, na medida em que são baseados em contagens resultantes do processo de recolha e divulgados antes do final de todo o processo de tratamento e validação da informação recolhida”. Está prevista ainda uma segunda divulgação de dados provisórios, em fevereiro de 2022, mas os dados finais só chegarão no quarto trimestre desse ano. “Contámos todos. Contámos com todos”, conclui o instituto.

Apesar dos canais digitais terem facilitado a operação do INE, também geraram alguns problemas. A 27 de abril, na sequência de queixas de cidadãos, a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) ordenou ao INE a “suspensão do envio de dados dos Censos para os EUA”, o que estaria a ocorrer ao abrigo de um contrato estabelecido com a empresa Cloudflare, que presta serviços de resiliência aos websites, incluindo ao portal dos Censos.

“A Cloudflare é uma empresa com sede na Califórnia. Pelo tipo de serviços que fornece, está diretamente sujeita à legislação norte-americana de vigilância para fins de segurança nacional, a qual lhe impõe a obrigação legal de dar acesso irrestrito às autoridades dos EUA aos dados pessoais que tenha na sua posse ou à sua guarda ou custódia, sem que possa disso dar conhecimento aos seus clientes”, argumentou a CNPD na altura

O INE acabou por respeitar a ordem da CNPD, rasgando o contrato com a Cloudflare. Mas, como noticiou o ECO, o caso deixou uma mancha nas relações bilaterais, tendo provocado grande desconforto na diplomacia americana.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

INE mostra dados preliminares dos Censos na quarta-feira. 99% responderam via digital

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião