Banco Montepio com prejuízos de 33 milhões no primeiro semestre

Saíram 296 trabalhadores do grupo durante o primeiro semestre, isto numa altura em que o banco está a implementar um plano de reestruturação que levará à saída até 900 trabalhadores.

O Banco Montepio registou prejuízos de 33 milhões de euros no primeiro semestre, um resultado que compara com as perdas de 51,3 milhões registadas no mesmo período do ano passado.

Em comunicado enviado ao mercado, a instituição diz que a evolução do resultado reflete um “menor nível de imparidade para o risco de crédito observado” na primeira metade do ano, isto apesar de ainda se sentir os efeitos económicos da pandemia.

A imparidade de crédito atingiu os 55 milhões entre janeiro e junho, adianta o banco, valor que compara com os 109 milhões de imparidades no mesmo período do ano passado.

Foi um semestre em que o negócio do banco liderado por Pedro Leitão caiu: a margem financeira recuou 5,8% para 114,3 milhões de euros e produto bancário derrapou quase 12% para 159,5 milhões de euros — desta vez registou menos-valias nos resultados com operações financeiras, quando há um ano apresentava ganhos de 14 milhões.

Do lado do ativo, o crédito a clientes (bruto) decresceu 1,1% para 12,3 mil milhões de euros, enquanto os depósitos de clientes aumentaram 1,9% para 12,6 mil milhões.

O rácio CET 1 caiu 0,1 pontos percentuais para 11,4%, enquanto o rácio capital total aumentou 0,1 pp para 13,6%.

Em termos de qualidade da carteira de crédito, o banco dá conta de um decréscimo de 2,7% pp do rácio NPE (non performing exposures) para 9,3% no final de junho.

Saíram 296 trabalhadores do grupo no último ano, isto numa altura em que o banco está a implementar um plano de reestruturação que levará à saída até 900 trabalhadores. Também fechou 57 balcões, contando agora com uma rede de 271 agências em Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banco Montepio com prejuízos de 33 milhões no primeiro semestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião