Há mais 462 vagas nos cursos de Economia e Gestão no ensino superior

Subida do número de vagas em economia e gestão acompanha tendência de crescimento das vagas no ensino superior: num ano, a oferta aumentou 2%, para mais de 52 mil.

Há mais 462 vagas nos cursos de economia e gestão em todo o país, uma subida de 11,33% na oferta no ensino superior universitário e politécnico que acompanha a tendência de subida do total de vagas para ingressar no ensino superior em 2021. Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), há 52.242 vagas, mais cerca de 2% em relação ao ano anterior.

A licenciatura de Gestão e Administração da Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Tomar com 146 novas vagas (para um total de 196) e Gestão (regime noturno) da Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo (Portimão), da Universidade do Algarve, com 135 novas vagas (para um total de 155 vagas) são as formações que na área de Gestão e Economia registam uma maior subida, mas o aumento de oferta faz ainda sentir-se no ensino universitário.

Neste subsetor de ensino destaque para o aumento de 59 vagas, para 290, no curso de Gestão na Universidade Nova de Lisboa, mantendo o curso de Economia desta universidade as mesmas 195 vagas do ano anterior. No Porto, a Universidade manteve igualmente estáveis face ao ano anterior as 208 vagas para a licenciatura de Economia, mas reforçou em 38 a oferta para o curso de Gestão e Administração que passa a ter 196 vagas para os candidatos ao ensino superior.

A licenciatura de Economia da Faculdade de Economia da Universidade do Algarve aumentou em cinco, para um total de 35, o seu número de vagas, mas manteve em 60 as vagas para a de Gestão de Empresas.

Da Universidade do Minho os cursos de Economia (85) e Gestão e Administração (85) mantiveram o mesmo número de vagas, uma estabilidade também sentida na Universidade dos Açores, com os cursos de Economia (20) e Gestão e Administração (50) a manterem inalterado o seu número de vagas. O mesmo ocorreu com os cursos de gestão da Universidade de Aveiro – Economia (48) e Gestão (40), na Universidade da Beira Interior – Economia (45) e Gestão (70) -, bem como em Coimbra – Economia (154) e Gestão (89) – e em Évora, que manteve as 40 vagas para a licenciatura de Economia e as 65 para a de Gestão.

Com menos 68 vagas na licenciatura de Gestão – para um total de 36 – o Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa, do Instituto Politécnico de Lisboa regista uma das maiores descidas ao nível de vagas para este tipo de formação.

Descarregue aqui a lista completa de vagas para o ensino superior.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Há mais 462 vagas nos cursos de Economia e Gestão no ensino superior

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião