Pinho e Mexia almoçaram mais do que uma vez por mês durante quatro anos

  • ECO
  • 4 Agosto 2021

Houve pelo menos 52 encontros entre o ex-presidente da EDP e o ex-ministro da Economia, segundo o Ministério Público, entre 2006 e 2009.

O Ministério Público (MP) descobriu que Manuel Pinho e António Mexia almoçaram mais do que uma vez por mês durante os quatro anos (entre 2006 e 2009), em que o gestor assumiu funções como presidente da EDP e, ao mesmo tempo, Pinho era ministro da Economia. No total, realizaram-se 52 encontros entre os dois arguidos do processo EDP, de acordo com o Correio da Manhã (acesso pago).

A tese da investigação é que estes encontros serviam para alinhar os interesses da EDP, do Governo de José Sócrates e de Ricardo Salgado através do Grupo Espírito Santo (GES). Estes almoços fizeram parte do interrogatório feito pelo Ministério Público na semana passada a Manuel Pinho, tendo o ex-político negado todas as suspeitas e criado um site para fazer a sua defesa. É arguido no processo EDP por suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais.

O jornal relata que os procuradores Carlos Casimiro e Hugo Neto reviram as agendas de Manuel Pinho e Ricardo Salgado onde encontraram as datas, horas e locais dos encontros, sendo que estas reuniões coincidem com decisões importantes sobre o futuro da elétrica nacional. A suspeita é que Pinho tenha continuado a receber dinheiro do “saco azul” do BES para beneficiar Ricardo Salgado, através da EDP, onde o banco tinha mais de 2% do capital.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pinho e Mexia almoçaram mais do que uma vez por mês durante quatro anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião