Banco de Inglaterra confirma crescimento de 7,25% e mantém política monetária

  • Lusa
  • 5 Agosto 2021

Apesar do aumento da inflação, de momento o banco central não irá alterar as taxas, atualmente em 0,1%, ou o programa de flexibilização quantitativa.

O Banco de Inglaterra confirmou esta quinta-feira a previsão de crescimento de 7,25% da economia britânica em 2021, reviu em alta para 6% a expansão em 2022 e manteve as taxas de juro e o programa de compra de dívida.

No final da reunião do comité de política monetária, a entidade explicou num comunicado que, apesar do aumento da inflação, de momento não irá alterar as taxas, atualmente em 0,1%, ou o programa de flexibilização quantitativa, ao qual atribui 895.000 milhões de libras (1,05 biliões de euros) para a compra de dívida principalmente pública, mas também privada.

Por enquanto, a opinião predominante entre os membros do comité é de que a inflação, atualmente de 2,5%, acabará por descer abaixo do objetivo oficial de 2%, embora haja alguns economistas que recomendam começar a reduzir o programa de estímulos em breve.

Um dos membros do comité monetário, Michael Saunders, argumentou durante a reunião que o banco deveria reduzir de 875.000 milhões para 830.000 milhões de libras (de 1,02 biliões para 974.900 milhões de euros) a atribuição específica para a compra de obrigações do Governo do Reino Unido, afirma o comunicado.

O Banco de Inglaterra adverte no comunicado que, dependendo da forma como a economia evolui, poderia “apertar” a política monetária a médio prazo, mas por agora opta por manter a sua estratégia até que o Produto Interno Bruto (PIB), que ainda está abaixo dos níveis pré-pandemia, se recupere.

Para 2022, o Banco de Inglaterra tinha estimado um crescimento de 5,75% da economia britânica.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banco de Inglaterra confirma crescimento de 7,25% e mantém política monetária

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião