Estes são os 30 escritórios de advogados que mais faturaram em 2020

As 30 maiores empresas de advogados a operar em Portugal faturaram 538,83 milhões de euros em 2020, segundo dados estimados pela Iberian Lawyer. VdA, ML, PLMJ, Uría e Abreu compõem o "top 5".

Vieira de Almeida, Morais Leitão, PLMJ, Úria Menéndez e Abreu foram os cinco escritórios de advogados portugueses (ou a operar em Portugal) que mais faturaram em 2020, segundo os dados da Iberian Lawyer. Mas sem confirmação oficial dos respetivos.

Segundo a publicação, a Vieira de Almeida (VdA) terá faturado 70 milhões de euros, enquanto a Morais Leitão terá faturado 63 milhões. Seguiu-se a PLMJ, que terá faturado 56,3 milhões, e a Uría Menéndez – Proença de Carvalho, que terá faturado 36,3 milhões. A lista das cinco termina com os 33,6 milhões que terá faturado a Abreu.

Os valores estimativas que juntam dados das empresas e dos clientes. No ano de 2020, marcado pela pandemia, os 30 maiores escritórios de advogados em faturação registaram uma faturação total de 538,83 milhões de euros, uma subida de 6,1% face a 2019.

Com efeito, a VdA foi a sociedade que mais faturou em 2020, enquanto a Antas da Cunha Ecija foi a que registou um maior crescimento face a 2019, de cerca de 23%, entre as firmas que faturaram mais de cinco milhões de euros no ano passado. Mas estes valores refletem apenas dados de faturação absoluta e, ao contrário de outros anos, não analisa a rentabilidade medida em termos de faturação por advogados e sócios.

Já o denominado “Magic Triangle” da Iberian Lawyer — designação não oficial, que engloba as três firmas que ocupam os primeiros lugares nesta faturação em 2020 –, destacam-se a VdA, Morais Leitão e PLMJ com uma faturação acumulada de cerca de 189,3 milhões de euros, mais de um terço da faturação do “top 30”.

Ranking data com IVA. *Estimado pela Iberian Lawyer **Estimado pela Iberian Lawyer com IVA – Official net figures provided by Uría Menéndez – Proença de Carvalho (2020: €29.4M & 2019: €32.4M) and RRP Advogados (2020: €3.8M & 2019: €3.1M)

Em 2019, as maiores sociedades de advogados a operar em Portugal terminaram o ano com a faturação a atingir os 517,4 milhões de euros, tendo a VdA liderado a tabela, com 66 milhões de euros. Segundo os novos dados, a empresa liderada por João Vieira de Almeida voltou a liderar em 2020, destacando-se com uma faturação de 70 milhões de euros, um crescimento de 6,1%, aponta a Iberian Lawyer.

Este valor engloba o IVA. Assim, pode também ser contestado, visto que os clientes estrangeiros, que são a larga maioria para alguns escritórios, não pagam IVA. Logo, alguns valores podem parecer superiores e outros inferiores, já que há sociedades que revelam valores com IVA e outras sem IVA.

Em segundo lugar ficou a Morais Leitão com uma faturação estimada pela Iberian Lawyer de 63 milhões de euros, que se traduz num crescimento de 8,1% face a 2019. Em terceiro lugar surge a PLMJ com 56,3 milhões de euros, um crescimento de 5%. Ainda no top 5, aparecem a Uría Menéndez – Proença de Carvalho, com 36,2 milhões de euros, e a Abreu Advogados, com 33,63 milhões de euros.

Comparativamente às restantes sociedades ibéricas a operar em Portugal, e apesar do decréscimo de faturação, a Uría Menéndez – Proença de Carvalho ocupa o primeiro lugar, deixando para trás a Cuatrecasas (em sétimo lugar, com 28,2 milhões de euros), a Garrigues (em nono lugar, com 18,6 milhões de euros), a Gómez-Acebo & Pombo (em vigésimo lugar, com 7,5 milhões de euros) e a Antas da Cunha Ecija (em vigésimo terceiro lugar, com 5,8 milhões de euros).

No final da tabela encontra-se a Andersen Tax e Legal com um valor estimado de faturação de 2,9 milhões de euros, que se traduz num crescimento de 16%.

Quais são os hotéis mais caros do país? Quem são as personalidades mais influentes no TikTok? E os gestores mais bem pagos da nossa bolsa? De segunda a sexta-feira, todos os dias há um ranking para ver aqui no ECO.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estes são os 30 escritórios de advogados que mais faturaram em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião