Transportes públicos sem limites, grupos maiores nos restaurantes. Isto é o que muda nas regras da Covid-19

Acaba esta segunda-feira o limite à lotação dos transportes públicos. E os restaurantes passam a poder ter mais gente por grupo no interior e nas esplanadas. Fique a par do que muda.

As regras de controlo da pandemia ficam menos rígidas a partir desta segunda-feira, dia em que Portugal avança para a “fase 2” do novo plano de desconfinamento. Este já tem em conta o critério da vacinação. E como as doses estão a chegar aos braços dos portugueses mais rápido do que o previsto, a nova fase chega também mais cedo do que era antecipado.

Uma das novidades mais visíveis é o fim do limite à lotação dos transportes públicos. A partir de agora, um autocarro comum com 85 lugares pode transportar 85 pessoas. De igual modo, um táxi pode sentar quatro passageiros, incluindo no banco do “pendura”.

Para os restaurantes, cafés e pastelarias, oito passa a ser o limite de pessoas por grupo no interior dos estabelecimentos. Nas esplanadas, o limite alarga-se para 15. Se a ocasião for num fim de semana ou num feriado, a entrada no interior dos restaurantes está condicionada aos cidadãos que apresentem teste negativo ou um dos três certificados digitais: testagem, vacinação ou recuperação da Covid-19.

No caso dos eventos, também há novidades. Espetáculos culturais, limitados às duas da manhã, passam a poder receber participantes até ao limite de 75% da lotação. O mesmo acontece para casamentos e batizados.

Dentro de alguns dias, a 1 de setembro, reabrem os serviços públicos para atendimento espontâneo dos cidadãos. Deixa de ser necessária a marcação prévia.

Com mais este passo, o país aproxima-se da “fase 3”. Quando o país atingir os 85% de população com a vacinação completa, os restaurantes, cafés e pastelarias deixam de ter limites à sua lotação, assim como os espetáculos culturais. Será também o momento da reabertura normal dos bares e discotecas, mediante apresentação de certificado digital.

Na sexta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, admitiu que poderá ser possível “chegar mais rápido” do que o esperado à “fase 3”. Contudo, reconheceu também que, à medida que a vacinação avança e acelera, também será “mais difícil” de a acelerar ainda mais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Transportes públicos sem limites, grupos maiores nos restaurantes. Isto é o que muda nas regras da Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião