Autárquicas: Presidente do PSD rejeita ideia de “pântano” à direita

  • Lusa
  • 25 Agosto 2021

O presidente do PSD rejeitou a acusação do primeiro-ministro de que existe “um pântano” à direita. "Eu não vejo pântano rigorosamente nenhum, vejo umas eleições autárquicas normais”, diz Rui Rio.

O presidente do PSD rejeitou esta quarta-feira a acusação do primeiro-ministro de que existe “um pântano” à direita e afirmou não estar “minimamente preocupado” com o resultado das autárquicas, que, no entanto, admitiu terem “particular importância” para o PSD.

“Talvez o doutor António Costa se tenha lembrado do engenheiro Guterres quando fala em pântano. Eu não vejo pântano rigorosamente nenhum, vejo umas eleições autárquicas normais”, afirmou Rui Rio durante a sua primeira iniciativa de pré-campanha, no Marco de Canaveses.

Questionado pelos jornalistas sobre as declarações do primeiro-ministro, António Costa, sobre a existência de um “pântano” à direita e do secretário-geral adjunto do PS de não se conhecerem as propostas do PSD, Rui Rio disse ter “vergonha”.

“O doutor António Costa disse que o PSD não tem ideias, ora bom, eu tinha vergonha de dizer isso. (…) Apresentamos documentos e documentos, uns atrás dos outros, até uma revisão constitucional, uma reforma do sistema eleitoral, para lá dos documentos que lhe foram entregues em mãos de reforma da Justiça. António Costa diz que desconhece isto em absoluto? Mas afinal que primeiro-ministro é se não tem noção nenhuma daquilo que o principal partido da oposição defende?”, referiu.

O líder do PSD criticou ainda o Partido Socialista, classificando-o como o “partido do imobilismo” que “quer mudar apenas o suficiente para que tudo fique na mesma”.

Questionado sobre a importância das eleições autárquicas para o PSD, Rui Rio salientou que assumem “particular importância”, na medida em que o partido precisa de recuperar “muito terreno perdido”, mas que “não são decisivas para o futuro”.

“Não são decisivas para o futuro do PSD, são muito importantes. O PSD não vai acabar, nem vai ficar fortíssimo se ganhar mais 10 ou menos 10 câmaras municipais”, salientou, acrescentando não estar “minimamente preocupado”.

“Qualquer eleição é importante para qualquer líder político, mas não estou minimamente preocupado. Só estou preocupado com uma coisa, procurar fazer o melhor que sei e posso. Propus-me a ser presidente do PSD neste mandato, aquilo que há de mais importante neste mandato são as eleições autárquicas, tenho a obrigação de fazer o melhor que sei, depois, logo se vê”, acrescentou.

Questionado sobre uma eventual derrota do partido nas autárquicas, o líder do PSD garantiu que, depois das eleições, os resultados serão analisados e medidos “com serenidade”.

Rui Rio, que arrancou esta quarta-feira no Marco de Canaveses, distrito do Porto, a pré-campanha eleitoral, mostrou-se confiante com a possibilidade de “ganhar muitas câmaras municipais”.

“O Marco de Canaveses é uma das câmaras municipais onde penso que temos fortes hipóteses de ganhar, não só pela fraca qualidade municipal como pela grande qualidade da nossa candidata. Aqui também é simbólico porque é uma câmara que penso que o PSD tem fortes hipóteses de recuperar”, disse.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira) e 3.092 freguesias (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autárquicas: Presidente do PSD rejeita ideia de “pântano” à direita

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião