Do marketing digital aos chefs, são estes os perfis mais procurados no turismo

Competências digitais são das mais procuradas pelos empregados do turismo, que se viram "forçados" a reinventarem-se em resposta à pandemia. Chefes de cozinha estão também entre os mais desejados.

A crise pandémica obrigou o turismo a reinventar-se, o que resultou numa mudança dos perfis de trabalhadores mais procurados. Hoje, e de acordo com o Guia do Mercado Laboral da Hays, as competências digitais ganharam especial destaque, perspetivando-se “algum aumento salarial” nesta área, tendo em conta a escassez de profissionais com estas características. Ainda assim, há posições mais tradicionais que continuam a ser difíceis de preencher: os chefes de cozinha estão, por isso, entre os profissionais mais procurados do setor.

“O setor do turismo e lazer foi um dos mais afetados pela pandemia. A conjuntura instalada forçou o setor a adaptar-se à nova realidade para poder sobreviver e dar resposta às novas necessidades dos consumidores, nomeadamente manter e estabelecer serviços à distância“, começa por sublinhar a Hays, em comunicado divulgado esta quinta-feira. Segundo a recrutadora, as empresas tiveram, assim, de fazer investimentos em novas áreas, “levando à necessidade de recrutar agora perfis com outras competências técnicas, nomeadamente na área digital“.

Daí que os perfis com funções de marketing digital, “com conhecimentos em CRM” (isto é, em gestão do relacionamento com os clientes), sejam agora dos mais procurados pelos empregadores turísticos. É “uma nova tendência”, frisa Andreia Fernando, section manager da Hays Portugal. “Minimizar as barreiras que se fizeram sentir pela Covid-19 é o principal foco e, com isso, surge a necessidade de ter uma forte presença nas redes sociais e gerir métodos de comunicação rápidos e diretos com o cliente, através de meios de marketing digital”, explica a mesma responsável, adiantando que “há uma grande escassez” de profissionais que encaixem nestas posições.

Por outro lado, há perfis “mais tradicionais” que estão, também, entre os mais procurados pelos patrões do turismo. É o caso dos chefes de cozinha ou chefes executivos de cozinha. Com o aumento dos serviços de entrega ao domicílio de refeições e com a reabertura dos restaurantes, estes profissionais estão agora entre os mais desejados pelos empregadores, mas são também “dos mais difíceis de identificar”, tanto pela “escassez no mercado”, como pela “inflação salarial”.

De acordo com a Hays, outro dos perfis muito procurado é o de revenue manager, “pela necessidade de se definirem os preços dos alojamentos” de modo a retirar o máximo proveito do mercado, e o de F&B Manager, que gere a logística de comida e bebida (food & beverage no inglês, daí a sigla) do hotel.

Andreia Fernando acrescenta que “se verifica uma mudança de hábitos por parte dos consumidores“, acentuando a tendência de as viagens serem feitas ‘cá dentro’, o que também contribui para uma mudança nos perfis de trabalhadores procurados.

Conforme escreveu o ECO no início de agosto, o turismo, de modo geral, está a ter dificuldades em recrutar trabalhadores, garantem os empresários, apesar do agravamento do desemprego nesse setor resultante da crise pandémica e das restrições a ela associadas. A “migração” dos trabalhadores para outras áreas, nos muitos meses em que as atividades turísticas estiveram “congeladas”, explicam a escassez de mão-de-obra, mas também o “desajuste” entre as competências exigidas (nomeadamente digitais) e as oferecidas pelos profissionais disponíveis, os salários baixos e a elevada precariedade, dizem os sindicatos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Do marketing digital aos chefs, são estes os perfis mais procurados no turismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião