É um líder inclusivo? Estas são as características que não podem faltar

Escuta ativa, feedback construtivo e empatia são alguns dos traços imprescindíveis. O impacto positivo na produtividade e no bem-estar são as consequências mais óbvias de uma liderança inclusiva.

A liderança inclusiva é reconhecida por muitas organizações como a chave para a sustentabilidade dos negócios e, ao mesmo tempo, como uma ferramenta fundamental para a gestão saudável de equipas em bom ambiente de trabalho colaborativo. Mas, será que a sua liderança é inclusiva?

Para a Adecco Portugal, os líderes verdadeiramente inclusivos devem possuir uma variedade de traços que permitam “apoiar tomadas de decisão eficazes, encontrar talentos diversos entre as equipas e colaborar com os colegas de forma a motivar as pessoas para o sucesso individual e partilhado”, lê-se em comunicado.

“Os líderes inclusivos tendem a estar mais conscientes dos seus próprios preconceitos e preferências, uma perceção que lhes permite serem mais pacientes, ouvir ativamente as suas equipas com maior abertura para integrar na sua liderança novas ideias e formas de pensar, mais eficientes e eficazes em benefício das empresas.”

O impacto positivo na produtividade e o bem-estar das pessoas são as consequências mais óbvias deste estilo de liderança, refere a empresa especializada em recursos humanos. “As empresas e organizações que empregam líderes inclusivos são frequentemente mais propensas a atrair e reter talentos altamente qualificados, desenvolver soluções criativas e encontrar formas de atrair e beneficiar diversos mercados de clientes”, justifica.

Estas são as principais características de um líder inclusivo, que é como quem diz, “mais forte, eficiente e atrativo no mercado de trabalho”.

1. Escuta ativa

Os líderes inclusivos concentram-se em ouvir ativamente as suas equipas e colegas para obterem contributos e ideias de todos os envolvidos num projeto. Esta característica é, para a Adecco, fundamental para uma liderança inclusiva, permitindo aos gestores recolher informações valiosas da sua equipa que podem apoiar uma melhor tomada de decisões e conduzir, inclusive, a melhorias nos processos globais do local de trabalho.

2. Feedback construtivo

Dar feedback à equipa, oferecer métodos de melhoria ou dar à sua equipa uma nova estratégia a aplicar no seu trabalho são alguns exemplos de como a liderança adota o feedback construtivo. Além disso, “é igualmente importante solicitar o feedback da sua equipa, pois pode ajudá-lo a encontrar formas de melhorar as suas abordagens, adicionar novas estratégias de gestão ou considerar pequenas mudanças na forma como lidera e gere a sua equipa”.

3. Comunicação eficaz

Tal como ouvir e dar feedback são métodos importantes de comunicação com a sua equipa, iniciar e liderar discussões através do diálogo é essencial para manter uma comunicação eficaz. “Líderes fortes e inclusivos iniciam discussões durante as reuniões, destacam pontos importantes que as suas equipas devem considerar na resolução eficaz de problemas e conduzem a conversa de forma produtiva para que cada pessoa possa oferecer informação válida para toda a equipa”, refere a Adecco.

4. Empatia e compaixão

A empatia é uma característica das pessoas que procuram ativamente compreender as perspetivas, sentimentos e ideias dos outros. “Esta abordagem compassiva para comunicar e trabalhar com outros permite aos líderes inclusivos considerar todos os aspetos de um problema, missão ou outro processo de trabalho antes de tomar decisões importantes ou adotar mudanças importantes num projeto, tarefa ou processo”, explica. Além disso, líderes empáticos e compassivos estão mais dispostos a ser flexíveis perante as necessidades dos membros da sua equipa.

5. Criatividade

Não menos importante é pensar criativamente e permitir que outros contribuam com ideias únicas e inovadoras. “É mais provável que os líderes inclusivos solicitem contribuições e considerem ideias ou métodos não tradicionais para a abordagem de novos projetos e tarefas”, e daí surgem soluções criativas.

6. Trabalho de equipa

Considerada pela empresa de recrutamento também uma competência-chave para uma liderança inclusiva, a capacidade de trabalhar em equipa e o espírito de colaboração “são duas competências em que os líderes inclusivos demonstram a sua assertividade e eficácia”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

É um líder inclusivo? Estas são as características que não podem faltar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião