Portuguesa Taikai levanta 2 milhões. Prepara programa de aceleração para recrutamento

A Taikai está a criar um programa de aceleração, que deverá arrancar já em setembro, onde startups selecionadas irão utilizar a sua plataforma para efeitos de inovação e de recrutamento.

A Taikai levantou dois milhões de euros, numa ronda de investimento liderada pelo fundo alemão FinLab EOS VC Fund, tendo ainda contado com a participação da Portugal Ventures e da Bright Pixel, que reforçou o seu investimento na startup portuguesa. Com esta injeção de capital a Taikai quer entrar em novos mercados e reforçar oferta de soluções. A startup está a recrutar, tendo vagas para áreas de desenvolvimento de software, marketing e vendas.

“Com este investimento, será possível chegarmos a mais mercados, apoiando as empresas no processo de inovação e recrutamento. Pretendemos apoiar também a evolução do ecossistema como um todo, fomentando uma cultura de inovação constante que vai além das grandes empresas, alcançando também as PME e startups de forma que este processo de inovação esteja no seu ADN”, diz Mário Alves, cofundador e CEO da Taikai, citado em nota de imprensa.

Fundada em 2018, a Taikai visa construir um marketplace de talento fazendo a ponte entre criadores e empresas através do crowdsourcing de soluções, utilizando hackathons (maratonas de programação) para testar e validar novas ideias, produtos e talento a nível global. Em três anos, a startup realizou inúmeros desafios para apoiar a inovação em mais de 100 organizações de diferentes países, através da sua comunidade de cerca de 50 mil programadores e criativos em todo o mundo. Atividade que não abrandou com a pandemia, pois o confinamento impulsionou a adoção do formato virtual das maratonas de programação, acelerando o crescimento da startup no mercado externo.

A Taikai está agora a desenvolver funcionalidades para apoiar os processos de recrutamento das empresas, através dos desafios de inovação. “Esta ferramenta vai ao encontro das necessidades das grandes organizações, mas também das startups que, mais do que hard skills, desejam que haja um fit cultural entre empresa e o candidato”, explica Mário Alves.

“Neste âmbito, estamos a criar um programa de aceleração, que deverá arrancar já em setembro, onde startups selecionadas irão utilizar a plataforma da Taikai para efeitos de inovação e de recrutamento. Os primeiros projetos piloto estão a decorrer e o feedback está a ser bastante positivo”.

Um investimento estratégico para o investidor alemão C3 Management, inserido no âmbito do seu fundo FinLab EOS VC de 100 milhões de dólares, focado no setor de blockchain. O fundo FinLab EOS VC tem como investidor a Block.one, empresa que desenvolveu o software de blockchain EOSIO utilizado pela Taikai.

“Acreditamos fortemente que a tecnologia blockchain pode ter um impacto positivo em todos os setores. A Taikai tem um enorme potencial, não só pela utilização do software EOSIO, mas também pela ambição de se tornar uma solução integrada de inovação e processos de contratação em qualquer empresa, impulsionada por uma equipa ambiciosa e talentosa. É com grande entusiasmo que nos juntamos a esta jornada”, justifica Theo Woik, Managing Partner do FinLab EOS VC Fund.

O novo investidor junta-se assim à administração, que conta já com a portuguesa Bright Pixel — que reforçou investimento –, bem como à Portugal Ventures, que participou nesta ronda, com um valor que não foi divulgado.

“A equipa liderada por Mário Alves e Hélder Vasconcelos irá entrar numa nova fase de desenvolvimento do seu negócio com apoio e know-how da Portugal Ventures para a expansão em novos mercados, e revolucionar o recrutamento em Portugal e na Europa através da sua plataforma que já conta com mais de 50 mil developers. A Taikai é assim mais um projeto de referência para o nosso país que ambiciona tornar-se no próximo hub tecnológico europeu”, diz Rui Ferreira, vice-presidente da Portugal Ventures, citado em nota de imprensa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portuguesa Taikai levanta 2 milhões. Prepara programa de aceleração para recrutamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião