Mau tempo: Agricultores exigem ao Governo seguros agrícolas públicos

  • ECO Seguros e Lusa
  • 14 Setembro 2021

Após o mau tempo de segunda-feira, a CNA pede a concretização de Seguros Agrícolas Públicos, adequados à realidade da agricultura familiar portuguesa.

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) exige ao ministro tutela “o rápido levantamento dos prejuízos junto dos agricultores” assim como a agilização do pagamento de indemnizações, devido ao mau tempo que semeou mais prejuízos na segunda-feira. Nesta oportunidade, a organização reitera a necessidade de implementação do seguro agrícola público, uma vez que a CNA e filiadas lutam pela “concretização de Seguros Agrícolas Públicos, adequados à realidade da Agricultura Familiar Portuguesa”.

A CNA está solidária com as agricultoras e os agricultores que mais uma vez enfrentam o mau tempo que assolou o país na tarde de ontem [segunda-feira], e que se prevê que continue nas próximas horas”, lê-se numa nota hoje divulgada. Segundo a entidade, “numa primeira análise estima-se que sejam milhares os hectares afetados e que vão levar a elevados prejuízos em culturas como o milho ou hortícolas”.

Por isso, a CNA exige ao Ministério da Agricultura “o rápido levantamento dos prejuízos junto dos agricultores, a simplificação dos processos administrativos e que a indemnização seja real e rapidamente paga aos produtores”. Para a entidade, “não se admite que aconteça o mesmo que noutras situações em que muitos produtores nunca receberam as indemnizações devidas”.

De acordo com a CNA é ainda preciso, tendo em conta “a crescente frequência de fenómenos extremos” que se avance com “soluções de médio e longo prazo para a estabilidade produtiva e financeira dos produtores.”

É cada vez mais evidente a justeza da luta da CNA e filiadas pela concretização de Seguros Agrícolas Públicos, adequados à realidade da Agricultura Familiar Portuguesa, já que os existentes não são adequados à maioria dos agricultores”, salientou a Confederação.

A CNA alerta ainda que “os prejuízos e a falta de liquidez financeira das explorações agrícolas afetadas, levará à falência e ao abandono forçado da atividade e do mundo rural, reduzindo a produção nacional e prejudicando fortemente a soberania alimentar de Portugal”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mau tempo: Agricultores exigem ao Governo seguros agrícolas públicos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião