Quase 30 mil estrangeiros podem votar nas autárquicas

Só 0,3% dos inscritos nos cadernos eleitorais nasceram fora de Portugal, podendo votar nas 13.821 secções de voto das autárquicas. Lisboa, Faro e Setúbal têm o maior número de eleitores estrangeiros.

São 9.323.688 os cidadãos inscritos nos cadernos eleitorais para as eleições autárquicas agendadas para 26 de setembro, informou esta terça-feira o Ministério da Administração Interna.

Os dados do recenseamento mostram ainda que 29.814 são estrangeiros, dos quais 13.924 naturais de Estados-membros da União Europeia e 15.890 de países terceiros, com destaque para Cabo Verde, Brasil, Reino Unido e Venezuela.

Os distritos com mais eleitores estrangeiros habilitados para votar nas próximas eleições autárquicas são Lisboa (10.408), Faro (8.824), Setúbal (2.708), Leiria (1.108), Porto (1.046) e Beja (936), de acordo com os cálculos realizados pelo Eco.

Nesta que é a segunda votação realizada em tempos de pandemia, depois das Presidenciais de janeiro de 2021, haverá 13.821 secções de voto espalhadas pelo país, o que, em termos médios, corresponde a 675 eleitores por mesa.

Voto antecipado sem “mobilidade”

Embora nesta eleição não esteja legalmente prevista a possibilidade de voto antecipado em mobilidade, como aconteceu, por exemplo, na votação que reconduziu Marcelo no Palácio de Belém, os doentes internados, os presos, os estudantes a estudar fora e quem estiver comprovadamente a trabalhar no dia das autárquicas podem inscrever-se na respetiva Câmara Municipal para votar entre 16 e 21 de setembro.

Os eleitores que estejam em confinamento obrigatório devido à Covid-19 e os internados em estruturas residenciais (lares), desde que se encontrem recenseados no concelho da morada do local de confinamento ou da instituição, podem também votar antecipadamente. O pedido pode ser feito de 16 a 19 de setembro através desta plataforma disponibilizada pela secretaria-geral do Ministério da Administração Interna.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quase 30 mil estrangeiros podem votar nas autárquicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião