“Segurança” dos transportes públicos na pandemia em destaque na Semana Europeia da Mobilidade

Até 22 de Setembro assinala-se a Semana Europeia da Mobilidade, que termina com o Dia Europeu sem Carros, este ano sob o lema "Saudáveis e seguros com a mobilidade sustentável".

Foi já há 20 anos, em 2001, que se assinalou o primeiro Dia Europeu sem Carros, a partir do qual se desenvolveu depois a Semana Europeia da Mobilidade, que todos os anos no mês de setembro alerta para a necessidade de descarbonização dos transporte e padrões de mobilidade mais sustentáveis, sobretudo em meios urbanos.

Em 2021, cerca de 3.000 cidades europeias e não só (há 51 países participantes, entre os quais o Brasil e o Japão, entre outros fora do espaço europeu) participam na Semana Europeia da Mobilidade, que teve início a 16 de setembro e se prolonga até à próxima quarta-feira 22 de setembro, dia em que se assinala mais um Dia Europeu Sem Carros. No total serão cerca de 530 ações de mobilidade sustentável.

De Águeda a Vila Real, em Portugal são 85 os municípios aderentes à iniciativa (mais do que os 77 do ano passado), seja com medidas permanentes de mobilidade sustentável, a instituição de dias sem carros ou atividades especiais ao longo desta semana.

A campanha de 2021 foi lançada sob o lema “Saudáveis e seguros com a mobilidade sustentável” e promove a utilização dos transportes públicos como uma opção de mobilidade segura, eficiente, a preços acessíveis e com baixas emissões.

“O tema deste ano visa prestar homenagem às dificuldades sentidas pela Europa e pelo mundo ao longo da pandemia da COVID-19. Por outro lado, enfatiza as oportunidades de mudança resultantes desta crise de saúde na Europa e as respostas criativas e resilientes à pandemia. Este ano, a Semana Europeia da Mobilidade celebra a resiliência das cidades e as suas conquistas, tentando, ao mesmo tempo, manter esta dinâmica. As tendências que começaram no ano passado, como o aumento da mobilidade ativa e a utilização de mobilidade com emissões baixas ou nulas, requerem esta promoção adicional”, referiu em comunicado a Agência Portuguesa do Ambiente, entidade promotora e coordenadora nacional desta campanha.

De acordo com a APA, através da participação dos municípios, ao longo dos anos esta iniciativa tem:

  • Envidado esforços de promoção de políticas, iniciativas e melhores práticas relacionadas com a mobilidade urbana sustentável;
  • Contribuído para o aumento da consciencialização dos cidadãos relativamente aos danos que a atual tendência da mobilidade urbana gera no ambiente e na qualidade de vida;
  • Estabelecido parcerias eficazes com agentes socioeconómicos locais;
  • Lançado novas políticas e medidas permanentes a médio e longo prazo;
  • Sensibilizado as populações para as crescentes preocupações sobre alterações climáticas, qualidade do ar ou segurança rodoviária;
  • Aproveitado a oportunidade para testar medidas relacionadas com o tráfego e auscultar os cidadãos.

O evento deste ano coincide igualmente com uma consulta pública sobre as ideias da Comissão para um novo quadro de mobilidade urbana, com o Ano Europeu do Transporte Ferroviário e com a viagem do comboio “Connecting Europe Express”, que partiu de Lisboa a 2 de setembro e acabou de atravessar a Bulgária.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Segurança” dos transportes públicos na pandemia em destaque na Semana Europeia da Mobilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião