Alemanha deixa de pagar subsídio de quarentena a quem não está vacinado

O anúncio segue-se à notícia de que uma campanha de vacinação massiva que envolveu todo o país não produziu um aumento significativo da vacinação.

As autoridades de saúde alemãs anunciaram que o Governo da Alemanha vai deixar de pagar o subsídio de quarentena às pessoas que não estão vacinadas. A medida tem como objetivo acelerar o processo de vacinação no país, onde 67% da população recebeu, pelo menos, uma dose da vacina.

Apesar de a vacinação continuar a ser voluntária na Alemanha, “com esta decisão vem também a responsabilidade de suportar as consequências financeiras” de não querer ser vacinado, alertou o ministro da Saúde do país Jens Spahn, citado pelo The New York Times (acesso pago, conteúdo em inglês).

A política é dirigida às pessoas que são forçadas a ficar em quarentena após terem tido contacto com uma pessoa infetada com a Covid-19 ou após regressarem à Alemanha vindas de um país designado como sendo de alto risco. As pessoas nessas situações que não forem vacinadas deixarão de ser elegíveis para os subsídios atualmente pagos pelo Governo alemão.

O anúncio do corte dos subsídios até 1 de novembro segue-se à notícia de que uma campanha de vacinação massiva que envolveu todo o país não terá produzido um aumento significativo no número total de pessoas vacinadas.

Esta não é contudo a primeira medida que a Alemanha toma para encorajar as pessoas a vacinarem-se contra o novo coronavírus. Ainda no mês passado, funcionários do Governo anunciaram que o país iria pôr fim a um programa que permite que qualquer residente alemão obtenha um teste antigénico gratuitamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha deixa de pagar subsídio de quarentena a quem não está vacinado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião