Investimentos em projetos sustentáveis dispararam com a pandemia

  • Capital Verde
  • 26 Setembro 2021

Nuno Brito Jorge, CEO e cofundador da GoParity, diz que durante a pandemia as pessoas começaram a procurar escolhas de investimento mais sustentáveis. Plataforma quer chegar aos 10 milhões em 2021.

A GoParity, plataforma de financiamento colaborativo por empréstimo (crowdlending) para projetos sociais e ambientais, atingiu, de janeiro a agosto deste ano, um número de investimentos igual ao angariado nos três anos anteriores (3,8 milhões de euros). Desde o início de 2021, a plataforma apresenta um investimento médio mensal de perto de meio milhão de euros e foi no mês de abril que o pico foi atingido, com 616 mil euros investidos, seguindo-se o mês de agosto, com 570 mil euros.

Durante o mesmo período, o número de investidores também aumentou em 50%. Ao todo, a GoParity tem agora 14 mil investidores e 7,6 milhões de euros em investimento desde a sua abertura. Apesar de haver 65 nacionalidades entre os investidores, a maior parte são portugueses, espanhóis, italianos, brasileiros e holandeses. À data, todos eles já receberam de volta mais de 1,8 milhões de euros.

Até ao final do ano, a plataforma espera atingir os 10 milhões de euros em investimento sustentável e voltar a duplicar o valor nos primeiros seis meses do próximo ano. Quanto ao número de investidores, a GoParity conta ver a sua comunidade crescer para os 20 mil investidores até dezembro.

Este aumento na aposta em sustentabilidade coincidiu com o período pandémico e, de acordo com Nuno Brito Jorge, CEO e cofundador da GoParity, não se trata de uma coincidência. O responsável considera que foi precisamente durante a pandemia que as pessoas começaram a ter uma maior consciência ambiental e, consequentemente, a procurar escolhas mais sustentáveis .

“Existe um antes e um depois do embate da pandemia. Apesar de tudo o que trouxe de mau, mudou para melhor a forma como nos relacionamos (e o valor que damos) uns com os outros e com o planeta em que vivemos”, realçou o responsável.

A crescente aposta na área sustentável fez aumentar o impacto ambiental e social dos projetos financiados pela GoParity, uma vez que conseguem evitar a emissão de 21 mil toneladas de dióxido de carbono todos os anos (o equivalente à capacidade de absorção de quase 1 milhão de árvores) e já impactaram positivamente 52 mil pessoas em nove países do mundo.

Nuno Brito Jorge revelou, ainda, que estes números têm tendência a aumentar, já que há cada vez mais projetos à procura de financiamento alternativo: “Já temos projetos em fila de espera que representam um total de investimento de sete milhões de euros, mas a nossa comunidade atual ainda não tem capacidade para absorver este investimento. O nosso grande foco agora vai ser atrair mais investidores para a plataforma: fazer crescer a nossa comunidade e tornar as finanças de impacto no novo normal”.

A GoParity também pretende apostar numa nova versão da aplicação móvel e num maior acesso a financiamento a empresas do terceiro setor.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investimentos em projetos sustentáveis dispararam com a pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião