PLMJ lança primeiro relatório de sustentabilidade

No relatório de sustentabilidade apresentado pela PLMJ são analisados pilares como a pegada ambiental da atividade do escritório, o impacto nas pessoas e na comunidade e o governance, entre outros.

A sociedade de advogados PLMJ publicou o seu primeiro relatório de sustentabilidade, que resulta de uma análise da forma como o escritório se posiciona em termos da aplicação interna dos fatores ESG (Environmental, Social and Corporate Governance).

A par do lançamento de uma área de Responsible Business, onde oferece assessoria jurídica aos clientes na aplicação de uma matriz ESG na gestão da sua atividade, a PLMJ começou um exercício de diagnóstico interno e assumiu compromissos concretos para o curto e médio prazo.

Os compromissos da PLMJ centram-se em três áreas: saúde mental e bem-estar, responsible business e diversidade e inclusão. Em cada dimensão, a PLMJ divulga onde se encontra atualmente e onde pretende estar, “comprometendo-se com métricas definidas e horizontes temporais claros”.

“O escritório quis fazer um exercício rigoroso e comparável com as maiores empresas do mundo e, com esse objetivo, adotou os standards internacionais do GRI (Global Reporting Initiative)”, refere a firma em comunicado.

No relatório são analisados pilares como a pegada ambiental da atividade do escritório, o impacto nas pessoas e na comunidade e o governance, entre outros. Em cada um dos temas analisados, é considerado o trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos anos, mas também onde é que os stakeholders consideram que o escritório tem espaço para ir mais longe.

O relatório de sustentabilidade do escritório resulta de um processo participativo, em que foi ouvido o conjunto de stakeholders da PLMJ e que inclui os colaboradores – advogados e equipa de gestão – clientes, fornecedores e estudantes de direito. Foram ainda tidas em conta as boas práticas de pares internacionais e outras organizações em matéria de sustentabilidade.

“Ao longo do percurso de aprendizagem sobre a sustentabilidade da PLMJ, houve um elemento que se tornou inequívoco desde o início: enquanto sociedade de advogados, temos a rara oportunidade de conduzir a sustentabilidade, quer interna, quer externamente. Intervenção social e sustentabilidade são de resto uma tradição da PLMJ e procuramos cada vez mais consistência, mais ambição e mais determinação no compromisso com o foco no bem-estar das nossas pessoas, na monitorização do impacto social gerado pela nossa atividade e no apoio aos nossos clientes e parceiros”, diz Bruno Ferreira, managing partner.

A PLMJ contou com a Maze Impact, empresa de investimento de impacto da Fundação Calouste Gulbenkian, para o diagnóstico e produção do seu primeiro relatório de sustentabilidade, que vai ser atualizado anualmente com as iniciativas e progressos feitos em cada uma destas áreas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PLMJ lança primeiro relatório de sustentabilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião