Camiões movidos a gás natural 100% renovável? O primeiro já circula em Portugal

  • Capital Verde
  • 11 Outubro 2021

A iniciativa tem origem numa parceria entre a Dourogás e a HAVI e prevê a realização de oito mil quilómetros para transporte pesado de bens alimentares com emissões zero de CO2.

A parceria estabelecida entre a Dourogás e a HAVI, em colaboração com a Scania (o fabricante fornecedor da HAVI), tornou possível o primeiro abastecimento a biometano 100% renovável de um veículo pesado, com o objetivo de descarbonizar o setor dos transportes.

Este veículo pesado, que já circula em Portugal, vai fazer, ao longo de um mês, o transporte de bens alimentares, sempre abastecido com gás natural veicular. Ao todo, a parceria prevê que, durante esse tempo, o camião faça cerca de oito mil quilómetros sem emitir CO2.

Com esta experiência, as duas empresas pretendem demonstrar que o biometano representa uma oportunidade para tornar o transporte pesado mais sustentável. A Dourogás tem, inclusive, o objetivo de, até 2025, disponibilizar 50% de biometano de origem 100% renovável, o que permitirá evitar a emissão de mais de sete mil toneladas de CO2 por ano.

De acordo com as empresas parceiras do projeto, o gás natural veicular representa um benefício ao nível da qualidade do ar, uma vez que, comparativamente ao gasóleo, além de permitir a redução de CO2 em 20%, também reduz o monóxido de carbono em 30%, os óxidos de nitrogénio em 35% e as partículas em suspensão em 95%. Permite, ainda, a neutralização de emissões de dióxido de enxofre.

“A parceria entre a Dourogás GNV e a HAVI, que materializamos com este primeiro enchimento, marca um passo importante no caminho para a realização de um dos objetivos da Dourogás: disponibilizar biometano de origem 100% renovável em todos os seus postos de abastecimento, até 2025”, referiu, em comunicado, João Filipe Jesus, diretor-geral da Dourogás GNV.

No caso do posto de abastecimento da Dourogás em Loures, o biometano lá incorporado tem origem num projeto pioneiro que permite produzir gás natural 100% renovável a partir da digestão de resíduos orgânicos, o Biogasmove, que, atualmente, abastece uma frota de veículos da Resíduos do Nordeste, através da biodigestão e valorização energética da matéria orgânica recolhida por essas mesmas viaturas.

Este projeto pioneiro também será testado pelas Águas do Tejo Atlântico que, recentemente, também assinou uma parceria com a Dourogás com o objetivo de produzir biometano a partir das lamas produzidas nas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).

“Iniciativas como o Biogasmove e a parceria que apresentámos recentemente com a Águas do Tejo Atlântico, permitem-nos desenvolver o grande potencial que Portugal tem na produção de biometano verde seja com origem nos resíduos urbanos, nas lamas de ETAR ou outros”, acrescentou, ainda, o responsável da Dourogás GNV.

Esta demonstração da Dourogás em parceria com a HAVI surge no seguimento de uma das medidas do Consórcio Ibérico “ECO-GATE”, o qual tem como intuito melhorar a eficiência do mercado de gás natural veicular, através da implementação de soluções inovadoras que contribuam para uma mobilidade mais limpa e mais sustentável.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Camiões movidos a gás natural 100% renovável? O primeiro já circula em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião