PHC Software quer aumentar equipa. Abre mais de 30 vagas para escritórios nacionais

Não há distinção entre os escritórios de Lisboa ou do Porto, pois os profissionais podem ser alocados a qualquer um deles, consoante o seu perfil.

A PHC Software quer aumentar a sua equipa, sobretudo nos escritórios nacionais, para os quais está à procura de novos 32 novos colaboradores. Não há distinção entre os escritórios de Lisboa ou do Porto, pois os profissionais podem ser alocados a qualquer um deles, consoante o seu perfil.

“Temos um total de 32 vagas em aberto em Portugal. Depois temos mais cinco vagas nos nossos escritórios fora de Portugal”, adianta Luís Antunes, people experience director da PHC Software, à Pessoas.

Já no que diz respeito aos perfis procurados, o profissional diz que o foco está na área tecnológica, o core business da empresa. “Em particular para funções de user experience, programação, suporte técnico, analista ou tester“, detalha.

No entanto, há também vagas na área comercial, marketing e análise financeira. Encontrará toda a informação sobre as oportunidades no site da PHC Software.

Como requisitos obrigatórios, Luís Antunes diz que a empresa procura sempre dois tipos de requisitos. “A componente técnica associada ao desempenho de cada função é fundamental”, mas, tão ou mais importante, é parte comportamental. “Na PHC damos muita importância à parte comportamental e aqui a identificação com a nossa cultura e valores é uma componente fundamental do nosso recrutamento”, afirma. “A pessoa pode ser um técnico perfeito, mas se não se enquadra na cultura da empresa dificilmente será uma boa contratação”, acrescenta.

Além das competências técnicas e dos valores, Luís Antunes salienta a importância de ter a atitude certa. “A atitude é tudo. Eu posso não ter as hard skills todas, mas se tiver a atitude certa vou aprendê-las, vou estudá-las e desenvolvê-las”, refere.

Importância da experiência no regresso ao escritório

Com a maioria das pessoas a ter tido uma experiência de teletrabalho no último ano, ainda que “forçada”, torna-se, agora, fundamental criar as melhores condições para trabalhar no escritório. Isto para que os profissionais se sintam motivados para voltar ao local de trabalho, ainda que seja em regimes híbridos, como a generalidade das empresas está a implementar.

É preciso fazer com que seja melhor trabalhar num “local com condições de topo” do que em casa, pelo menos para o desempenho de determinadas tarefas, defendia Ricardo Parreira, CEO da tecnológica, em conversa com a Pessoas, quando apresentou os oito mil metros quadrados que as novas instalações da PHC Software ocupam no Taguspark, em Oeiras.

O novo escritório foi construído precisamente a pensar no futuro do trabalho, bem como na produtividade da empresa. Projeto no qual, em parceria com o Tagus Park, a empresa investiu 12 milhões de euros. Ricardo Parreira explicava, na altura, que se trata de um novo conceito de escritório, que vem revolucionar o mundo laboral.

Voltar, mas em regime híbrido (ou full remote durante 30 dias)

Os trabalhadores da PHC Software regressaram a este novo escritório, mas num modelo híbrido. A companhia decidiu adotar um regime que alterna entre teletrabalho e trabalho presencial no escritório, mas com algumas particularidades. O regime desenhado pela empresa baseia-se na “alta responsabilidade”, “alta flexibilidade” e “alta produtividade”.

Existem dois dias de presença obrigatória no escritório para trabalho coletivo e criativo, sendo os restantes três dias flexíveis e personalizáveis e definidos à medida de cada função”, contava Ricardo Parreira à Pessoas.

Além disso, os colaboradores têm direito a dois períodos full remote de 30 dias, podendo trabalhar nesse período a partir de qualquer lugar. O objetivo é garantir a personalização e, ao mesmo tempo, assegurar a produtividade e a preservação da cultura da empresa, que é uma das grandes preocupações da multinacional portuguesa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PHC Software quer aumentar equipa. Abre mais de 30 vagas para escritórios nacionais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião