Quer negociar o seu salário? Estas são as quatro melhores táticas

"A chave para conduzir uma negociação salarial reside na formulação prévia de um plano com o suporte de dados objetivos", afirma a Adecco Portugal.

Quer negociar o seu salário, mas não sabe bem como fazê-lo para ser bem-sucedido? Saiba que “a chave para conduzir uma negociação salarial reside na formulação prévia de um plano com o suporte de dados objetivos”, diz a Adecco Portugal, empresa especializada em recursos humanos.

“Contrariamente à crença popular, a maioria dos empregadores espera que o profissional fale do salário, em particular se assumir uma nova posição. E quanto mais tempo adiar esta conversa, mais baixos serão os seus ganhos globais na carreira”, alerta a organização, em comunicado.

Estas são, segundo a Adecco Portugal, as quatro melhores táticas para chegar a um acordo justo:

1. Utilize uma ferramenta de comparação salarial

“Não é boa ideia avançar com uma oferta ultrajante, muito acima da média do mercado, mas também não é positivo lançar um salário baixo para início da negociação. É por isso que o primeiro passo na preparação para uma negociação salarial bem-sucedida é chegar a uma base salarial justa”, começa por dizer a Adecco.

Para chegar a esse valor justo, deve confiar nos dados salariais atuais do mercado. Existem ferramentas de comparação de salários online que o podem ajudar a ter uma ideia do que os profissionais do seu setor ganham. “Utilize o salário médio que lhe é oferecido e defina um intervalo de mais ou menos 500 euros em cada extremo, dependendo do seu nível de experiência e do setor de atividade. Estes serão os números base que deverá ter em mente para negociar o seu salário e chegar a um acordo adequado”, sugere.

2. Esteja preparado para expressar a sua paixão

Lembra-se de todos os pontos que destacou na sua carta de apresentação e entrevista? Muitas das características que sublinhou ao nível das soft e hard skills para ser o profissional escolhido para a posição poderão ser úteis na hora de negociar o salário.

“Deve reforçar a sua paixão e salientar como cada uma das suas competências e experiências contribuirá para o sucesso da empresa: são argumentos que terá de reforçar quando discutir o acordo para o seu salário”, afirma a Adecco.

3. Destaque as responsabilidades chave

Os empregadores estão naturalmente cientes do papel para o qual o estão a contratar, mas recordar-lhes algumas das principais responsabilidades do seu papel pode ser positivo para reforçar a sua posição na negociação salarial.

Antes de avançar para a negociação, faço o seu trabalho de casa e reveja a descrição das funções para ter uma ideia do que é mais relevante para o exercício do cargo. “Os anúncios de emprego tendem a concentrar-se em muitas responsabilidades, competências e qualificações ao mesmo tempo, por isso tente concentrar-se nas principais tarefas estratégicas ou de gestão que têm mais peso”, aconselha a companhia de recursos humanos.

4. Compile tudo na reunião

Depois de ter feito a sua pesquisa e preparado os tópicos mais relevantes para chegar a um acordo salarial justo, está preparado para a reunião. No entanto, pode deparar-se com dois cenários: o primeiro, ser o empregador a lançar a base salarial em negociação; o segundo, o empregador pode esperar que seja o profissional iniciar essa negociação.

Prepara-se para os dois cenários. “Caso lhe seja apresentado um número primeiro, reconhecerá as vantagens de ter pesquisado o seu salário. Desta forma, pode avaliar imediatamente se se enquadra ou não dentro dos valores de mercado. Se a oferta estiver dentro da expectativa, poderá não ser necessário entrar em grandes argumentos para chegar ao acordo justo”, refere a Adecco Portugal.

Por outro lado, se lhe for pedido que seja o primeiro a apresentar um número, escolha um ponto de partida dentro das tabelas salariais do seu setor de atividade, funções e anos de experiência. “Quando apresentar o seu valor, justifique resumidamente a razão por que chegou a essa base, realçando que a pesquisa se baseia em dados salariais atuais de mercados próximos. Se contrariarem a sua oferta com um valor mais baixo, ou se a sua oferta inicial estava fora do intervalo de valores que planeou, é o momento de recorrer aos argumentos dos pontos 1, 2 e 3 para justificar a adequação de um valor salarial mais alto.”

Lembre-se, no entanto, que profissional e empregador estão na mesma equipa, por isso só ganha pontos extra se for educado nesta negociação salarial. Se alguma vez tiver dúvidas, confie nos seus dados e competências profissionais e pessoais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quer negociar o seu salário? Estas são as quatro melhores táticas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião