“Cheques” para carros elétricos e bicicletas deverão ter mais dinheiro no próximo ano

Quota dos carros elétricos já está nos 20%, mas perante o aumento dos combustíveis o ministro do Ambiente pretende dar um impulso maior através dos apoios à aquisição destes veículos.

A ideia do Governo era manter o plafond de cinco milhões em apoios para a aquisição de carros elétricos, bicicletas e motas elétricas, e ir fazendo o “desmame”. Mas o aumento do preço dos combustíveis justifica um impulso maior, defende o ministro do Ambiente e da Ação Climática em entrevista ao ECO.

“Lembro-me daquilo que disse há meia dúzia de meses atrás: foi que esses cinco milhões [de euros] devem manter-se estáveis e a tendência até seja para um desmame, para esse valor ir caindo, sobretudo quando já chegámos a setembro com quase 20% de quota de mercado de carros elétricos. É esse o momento para o fazer? Certamente que não”, afirma João Pedro Matos Fernandes.

Pelo contrário, defende que “é até de dar um impulso maior a que os veículos elétricos venham a ser mais apoiados para poderem ficar mais em conta para quem os compra. Quer isso dizer que em janeiro, depois do orçamento do Fundo Ambiental estar aprovado, admito essa possibilidade de aumentar o valor“, acrescentou o governante.

O Incentivo pela Introdução no Consumo de Veículos de Baixas Emissões atribuiu este ano 700 “cheques” de 3.000 euros para a aquisição de veículos elétricos até 62.500 euros (IVA incluído), para particulares ou singulares com atividade empresarial. A estes acresceram 150 no valor de 6.000 euros para a compra de ligeiros de mercadorias elétricos.

O Fundo Ambiental entregou ainda “cheques” com um valor até 500 euros no caso das bicicletas convencionais e até 1.000 euros para bicicletas de carga elétricas, correspondentes a 50% do valor de aquisição.

No caso das duas rodas elétricas, sejam bicicletas, motociclos ou ciclomotores foram distribuídos 1.857 cheques, correspondendo o apoio a 50% do valor de compra, com um limite máximo de 350 euros. O apoio deste ano esgotou ainda em junho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Cheques” para carros elétricos e bicicletas deverão ter mais dinheiro no próximo ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião