Greenvolt emite 100 milhões de euros em “dívida verde”

  • ECO
  • 3 Novembro 2021

A empresa liderada por Manso Neto vai avançar com um empréstimo obrigacionista no valor de 100 milhões de euros, associado a critérios de sustentabilidade.

A Greenvolt vai avançar com um empréstimo obrigacionista no valor de 100 milhões de euros, associado a critérios de sustentabilidade, informou a empresa liderada por Manso Neto, em comunicado enviado à CMVM.

Os títulos das “green bonds” que a empresa de energias renováveis vai colocar no mercado têm maturidade de sete anos e irão remunerar os investidores com uma taxa de juro de 2,625% ao ano, “cuja admissão à negociação no mercado regulamentado Euronext Lisbon será solicitada”, sublinha a Greenvolt.

O valor da emissão ficou, assim, acima dos 75 milhões de euros inicialmente previstos, na sequência da “elevada procura registada junto de investidores institucionais”, sublinha ainda a empresa, em comunicado enviado às redações, acrescentando que esta emissão se enquadra “na estratégia de diversificação das fontes e tipologias de financiamento da Greenvolt, de extensão do perfil de maturidade da dívida e de reforço da sua estrutura de capitais”.

Por fim, a cotada portuguesa refere ainda que mandatou o BIG e o Haitong Bank para atuarem como “coordenadores globais conjuntos” desta emissão.

(Notícia atualizada pela última vez às 18h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Greenvolt emite 100 milhões de euros em “dívida verde”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião