IKEA quer eliminar plástico das embalagens até 2028, mas mantém na gama alimentar

Ikea investe mais de mil milhões de euros em 920 mil toneladas de materiais. Atualmente, menos de 10% do volume total de materiais utilizados nas embalagens pela IKEA são plásticos.

A cadeia sueca de mobiliário Ikea anunciou esta terça-feira o compromisso de eliminar progressivamente o plástico das embalagens dos seus produtos. O processo não vai acontecer de um dia para o outros e acontecerá ao longo de diferentes fases: começando pela gama de novos produtos até 2025, e das gamas já existentes até 2028. No entanto, a marca poderá ter de manter o plástico na sua gama alimentar.

Com esta medida, diz a IKEA, a ambição é contribuir para um mundo sem desperdício, ajudando a reduzir a
poluição e, ao mesmo tempo, levar a indústria a pensar em alternativas recicladas e recicláveis.

Atualmente, menos de 10% do volume total de materiais utilizados nas embalagens pela IKEA são plásticos. Ao deixar de utilizar esta matéria-prima nas embalagens, a marca diz que quer irá reforçar o caminho de utilizar apenas materiais renováveis ou reciclados.

“Este é um passo muito importante neste caminho para sermos um negócio circular e com impacto positivo no clima. Sem dúvida que é um grande desafio, mas sabemos que é fundamental encontrar alternativas sustentáveis ao plástico e isso só é possível quando estabelecemos estas metas e objetivos muito concretos e trabalhamos em conjunto com fornecedores e parceiros. Esperamos que esta medida inspire outras pessoas, empresas e indústrias a agir” refere Ana Barbosa, Responsável de Sustentabilidade da IKEA Portugal.

Anualmente, a Ikea comunica que investe mais de mil milhões de euros em, aproximadamente, 920 mil toneladas de materiais. Esta eliminação total do plástico descartável no embalamento irá exigir a procura de novas soluções, bem como uma estreita colaboração com várias equipas e fornecedores em todo o mundo.

Apesar das metas agora anunciadas, a marca ressalva que “é possível que seja necessário manter algumas embalagens de plástico na gama alimentar da IKEA, uma vez que as mesmas são necessárias para garantir os padrões de qualidade e segurança alimentar”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IKEA quer eliminar plástico das embalagens até 2028, mas mantém na gama alimentar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião