Petróleo afunda mais de 10% com receios de novas restrições

Preços do barril de petróleo estão sob pressão esta sexta-feira, com os receios de mais restrições por causa da nova variante do vírus. Brent cai para o valor mais baixo desde setembro.

A nova variante da Covid-19 está a assustar os investidores em todo o mundo e, perante a ameaça de novas restrições que podem abrandar a economia mundial, os preços do petróleo estão a registar uma correção em baixa bastante acentuada, com o barril a registar quedas de mais de 10%.

Os futuros do Brent para entrega a 30 de novembro estão a cair 10,61%, para 73,53 dólares, e negoceiam no valor mais baixo desde setembro.

Em Nova Iorque, o contrato WTI para entrega a 20 de dezembro segue o mesmo caminho ao recuar 12,08%, para 69,94 dólares por barril.

Petróleo afunda

Estas quedas surgem numa sessão de intensa pressão vendedora nos mercados internacionais, sobretudo nos ativos de maior risco, como as ações. O Stoxx 600 cai mais de 2%, com o setor energético a perder mais de 4%.

“Se a nova variante é tão perigosa como se crê, parece ser apenas uma questão de tempo até que outros países decidam impor restrições. Como se viu durante as anteriores recaídas pandémicas, as viagens transfronteiriças tendem a ser o primeiro alvo de novas restrições”, diz explica Henrique Tomé, analista da XTB. “Este é um fator que pode colocar em risco a procura de petróleo e não nos devemos surpreender com a forte queda dos preços do crude durante esta sessão”, acrescentou o analista.

Os investidores também estão atentos à resposta da China depois de os EUA terem decidido libertar milhões de barris das suas reservas num esforço para aliviar os preços do petróleo no sentido de apoiar a retoma da economia.

(Atualizado às 17h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo afunda mais de 10% com receios de novas restrições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião