Sporting alarga emissão de obrigações de 30 para até 40 milhões de euros

  • ECO
  • 30 Novembro 2021

A Sporting SAD enviou uma adenda ao prospeto do empréstimo obrigacionista, informando da decisão de aumentar o número máximo de obrigações a emitir para oito milhões.

A Sporting SAD decidiu aumentar o montante máximo da emissão de obrigações em curso de 30 milhões para 40 milhões de euros. A decisão anunciada ao mercado esta terça-feira, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, era uma opção prevista no prospeto inicial.

O clube tinha, a 18 de novembro, publicado na CMVM o prospeto da operação “Sporting SAD 2021-2024”, dando conta da intenção de colocar até 30 milhões de euros por via da emissão de seis milhões de obrigações, ao valor nominal de cinco euros.

Esta terça-feira à noite, a empresa enviou ao regulador dos mercados de capitais uma “adenda” ao prospeto, para informar da decisão de “aumentar o número máximo de obrigações” a emitir para oito milhões e, assim, “aumentar o respetivo valor nominal global para até €40.000.000”.

A Sporting SAD paga um juro fixo bruto de 5,25% ao ano. Há um valor mínimo de subscrição por parte do investidor: cada ordem deve referir-se a, pelo menos, 400 obrigações, ou seja, um investimento mínimo de 2.000 euros.

A 22 de novembro arrancou a subscrição das novas obrigações, que vencem em 2024. O período de subscrições termina a 6 de dezembro.

O novo empréstimo servirá para reembolsar o financiamento intercalar resultante de uma operação de titularização com a Sagasta Finance no valor de 26,7 milhões de euros – “a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos” decorrentes do contrato de direitos televisivos que foi assinado com a NOS no final de 2015 -, feito agora para pagar o empréstimo obrigacionista de 2018 e cujo reembolso está agendado para a próxima sexta-feira, 26 de novembro. O restante será usado “para desenvolvimento da atividade corrente” da SAD sportinguista.

O Haitong Bank é o assistente, organizador e coordenador global do lançamento da operação financeira. As dez entidades contratadas para colocar as Obrigações Sporting SAD 2021-2024 foram, além do banco liderado por Wu Min, o Activobank, o BIC, o Millennium BCP, o Carregosa, o banco Best, o Caixa – Banco de Investimento, o Crédito Agrícola, a Caixa Económica Montepio Geral e a Caixa Geral de Depósitos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sporting alarga emissão de obrigações de 30 para até 40 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião