CEO da Aviva, Amanda Blanc é a 26ª mulher mais poderosa do mundo, diz a Forbes

  • ECO Seguros
  • 15 Dezembro 2021

Entre as mulheres, a CEO da Aviva é a europeia mais influente da indústria de seguros. Alargando o foco às entidades mutualistas, Blanc é precedida globalmente pela americana Abigail Johnson.

Amanda Blanc, presidente executiva do grupo Aviva plc.

Presidente executiva da Aviva Plc desde julho de 2020, Amanda Blanc é 26ª entre as 100 mulheres mais influentes do planeta, segundo lista anual da revista Forbes, que produz o ranking baseado na forma como elas, em diferentes atividades e categorias, lideram e influenciam organizações, e com mais ou menos poder ou dinheiro, têm voz ativa e contribuem para resolver desafios globais.

Alargando a análise para incluir entidades ligadas ao mutualismo, comummente considerado como origem e fundamento da indústria de seguros, Abigal Johnson, líder da norte-americana Fidelity Investments, ocupa sexta posição na classificação geral, sendo a única – na transversalidade dos serviços financeiros de natureza mutualista – à frente de Amanda.

Campeã da Diversidade de Género no Reino Unido, Amanda Blanc (54 anos) dirige a seguradora líder do mercado britânico (Aviva detém mais de 20% de quota no mercado britânico de seguros) e acumula a título de voluntariado o exercício de Presidente do Conselho Profissional de Râguebi do País de Gales. Antes da Aviva Plc, que lidera como Chief Executive Officer desde julho de 2020, Amanda exerceu cargos executivos na Axa e no grupo Zurich e repetiu, em 2013 e 2015, o prémio de “CEO do Ano” na indústria britânica de seguros.

O 1º lugar na The World’s 100 Most Powerful Women (2021) é ocupado por MacKenzie Scott (52 anos), escritora e distinguida sobretudo na filantropia. Ex-mulher de Jeff Besos (fundador da Amazon) recebeu 25% da Amazon no divórcio e logo decidiu, pelo resto da vida, doar metade da fortuna (avaliada atualmente em cerca de 57 mil milhões de dólares) a organizações não lucrativas.

No pódio estão #2-Kamala Harris (57), vice-Presidente dos EUA e #3-Christine Lagarde (65), presidente do Banco Central Europeu e única europeia no top5 do ranking geral. Na lista Forbes das mais poderosas do mundo, quatro dos cinco primeiros lugares pertencem a norte-americanas, com Mary Barra (CEO da General Motors) nº4 e Melinda Gates (co-presidente da Bill & Melida Gates Foundation) em quinto.

No mundo das finanças existem 10 mulheres marcantes segundo a revista norte-americana. No topo, além de Lagarde, destaca-se Abigail Johnson (59). Presidente e CEO da Fidelity Investments e #6 na lista geral divulgada pela publicação, Abigail é neta do fundador do fundo mutualista sediado em Boston (EUA) e está na companhia desde 1988, quando iniciou atividade como analista. A família Johnson é reconhecida pelo historial de doações e mecenato junto de instituições non-profit.

Outra poderosa na categoria Finance, única da Península Ibérica presente na lista, é Ana Patricia Botín (61), presidente executiva do grupo Santander. Detém a 7ª posição da geral.

Da política aos negócios e finanças, passando pela filantropia, empreendedorismo, investimento, media e entretenimento, as mulheres que se destacam nas respetivas categorias formam uma comunidade que desafia estruturas tradicionais de decisão e moldam nova face em várias dimensões do mundo atual.

Entre as poderosas mais jovens, destacam #78-Taylor Swift (32) e #68 Rihanna (33), ambas na categoria Media & Entertainemnt.

A lista Forbes das 100 mais poderosas de 2021, está acessível aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CEO da Aviva, Amanda Blanc é a 26ª mulher mais poderosa do mundo, diz a Forbes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião