Crédito ao consumo cai em outubro para 574 milhões

Redução nos empréstimos para compra de carro novo explica queda do crédito ao consumo em outubro. Bancos e financeiras emprestaram um total de 574 milhões aos consumidores.

O crédito ao consumo contraiu ligeiramente em outubro, com os bancos e as financeiras a emprestarem pouco mais de 574 milhões de euros aos consumidores, menos 2% em relação ao mês anterior, de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal.

Esta evolução é sobretudo explicada com a retração dos empréstimos para a compra de automóvel, que caiu mais de 4% para 213 milhões de euros. O financiamento para aquisição de carro novo registou as maiores quedas neste fim específico.

Também o crédito pessoal recuou 2% para 264 milhões de euros. As instituições deram menos 2%, num total de 251,9 milhões de euros para “Outros Créditos”, que incluem financiamentos para a aquisição de férias, artigos para o lar e eletrodomésticos, por exemplo. A finalidade “Educação, Saúde, Energias Renováveis” contrariou a tendência, subindo 7% para 12 milhões.

Crédito ao consumo desliza em outubro

Fonte: Banco de Portugal

Os financiamentos com cartões de crédito também evoluíram em contramaré com a tendência geral. Foram 3% de novos montantes disponibilizados, atingindo um total de 97 milhões de euros.

Feitas as contas, os financiamentos para o consumo já superam os cinco mil milhões de euros no acumulado dos dez primeiros meses do ano, o que representa uma subida de mais de 8% em relação ao mesmo período do ano passado, refletindo o alívio das medidas de restrição que foram mais sentidas no ano passado e adiaram as decisões de compra de muitos consumidores.

(Notícia atualizada às 12h47)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Crédito ao consumo cai em outubro para 574 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião