Prioridades de investimento da Generali vão ser Ásia, digital e insurtechs

  • ECO Seguros
  • 15 Dezembro 2021

O Grupo italiano vai ter 3 mil milhões para investimentos nos próximos anos enquanto quer reduzir dívida, aumentar lucros e dividendos e reforçar posição na Europa.

Philippe Donnet, CEO do Grupo Generali, afirma dispor de “liderança na indústria, capacidade interna de gestão de ativos, uma rede digitalizada de 165 mil agentes e um compromisso de contribuir de forma positiva nas áreas social e ambiental”.

Em reunião presidida pelo chairman Gabriele Galateri di Genola, o conselho de administração da Assicurazioni Generali aprovou o plano Lifetime Partner 24 dirigido aos próximos três anos e que prevê investimentos de 2,5 a 3 mil milhões de euros para fusões e aquisições, com forte pendor para a região da Ásia, mas também 1,1 mil milhões para reforço da digitalização e tecnologia e um novo fundo de risco insurtech de 250 milhões de euros.

Neste período até 2024, Philippe Donnet, o CEO do Grupo Generali, promete um aumento médio de lucros por ação de 6 a 8%, um cash flow acumulado superior a 8,5 mil milhões de euros e distribuição de dividendos de 5,2 a 5,6 mil milhões de euros nos próximos 3 anos, valor superior aos 4,5 mil milhões conseguidos no período 2019-21. Quer ainda conseguir “um balanço mais forte com menor dívida, reduzir os custos financeiros e ter um rácio Solvência II que seja topo da indústria seguradora“.

Para conseguir estes resultados Donnet afirma que a Generali dispõe de “liderança na indústria, capacidade interna de gestão de ativos, uma rede digitalizada de 165 mil agentes e um compromisso de contribuir de forma positiva nas áreas social e ambiental”. As linhas principais apontadas no plano focam crescimento sustentável, rentabilidade, ESG e inovação.

Gerar crescimento sustentável

Segundo o plano a Generali continuará a aumentar as receitas de P&C e manter as melhores margens técnicas, melhorando sua quota de mercado em áreas com potencial de crescimento significativo, incluindo PME, saúde, atendimento a seniores na Europa e viagens nos Estados Unidos. Prevê 4% de crescimento médio anual em prémios.

No segmento de Vida, o grupo quer crescer os seus negócios de capital “leve”, através dos segmentos unit-linked e proteção, com maior internalização das margens, bem como expandir sua gama de produtos ESG. O crescimento será sustentado por uma gestão de custos eficaz, com disciplina de custos contínua em mercados maduros e focado em investimento na Ásia e em negócios geradores de fees de gestão.

Melhorar o perfil dos lucros

A Generali pretende continuar a melhorar o perfil e a rentabilidade do seu negócio Vida, reduzindo a intensidade de capital e melhorando os resultados operacionais. Seguindo a mesma abordagem que viu a Generali investir mais de 3 mil milhões de euros em fusões e aquisições durante o atual ciclo estratégico, o Grupo irá reinvestir seu capital em iniciativas com crescimento lucrativo. O grupo vai ainda procurar oportunidades para fortalecer sua liderança em seguros na Europa e expandir sua presença em mercados de crescimento asiáticos selecionados. Em Gestão de Ativos, o Grupo continuará a investir em recursos de produto e distribuição para gerar 100 milhões de euros adicionais em receitas obtidas com terceiros.

Liderar a inovação

Os investimentos na área digital e tecnológica vão atingir 1,1 mil milhões de euros durante o horizonte do plano, um aumento de 60% em relação ao último ciclo estratégico. Isso inclui mais investimentos no modelo de relacionamento Lifetime da Generali para aumentar o valor do cliente, ampliando as capacidades de consultoria digital e estabelecendo uma abordagem omnicanal contínua em todos os canais de distribuição. O Grupo também investirá na expansão de plataformas compartilhadas, novas capacidades de dados e adoção mais ampla de tecnologias de automação inteligente e inteligência artificial. Isso reduzirá os custos e aumentará a alavancagem operacional da Generali provocando uma melhoria de 2,5-3,0% no rácio custo / receita do Grupo.
A liderança técnica da Generali será ainda mais aprimorada por um poderoso motor de inovação que combina atividades internas e outras lideradas por parceiros. Um novo fundo de risco insurtech de 250 milhões de euros permitirá à Generali aproveitar oportunidades de alto potencial.

Conseguir impactos positivos para sociedade, ambiente e stakeholders

Como compromissos ESG o plano estratégico inclui prémios crescentes derivados de soluções sustentáveis, em 5% a 7% CAGR até 2024 e a integração completa dos critérios ESG nos investimentos diretos da carteira de contas gerais do Grupo até 2024. A Generali também refere que “reduzirá a pegada de carbono do portfolio de investimentos em 25% até 2024, em linha com seus compromissos como membro da Net-Zero Asset Owner Alliance e a fazer 8,5 a 9,5 mil milhões em novos investimentos verdes e sustentáveis ​​entre 2021 e 2025″. A Generali definiu ainda um roteiro para a exclusão completa de investimentos e atividades de subscrição no setor de carvão e está a avançar com o compromisso de não mais segurar atividades de upstream de petróleo e gás.

O Grupo também afirma que “se concentrará no aprimoramento da sua cultura centrada no cliente e no desenvolvimento de competências, o que inclui a qualificação de 70% dos funcionários da Generali com novas habilitações digitais e estratégicas até 2024.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Prioridades de investimento da Generali vão ser Ásia, digital e insurtechs

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião