Estas são as 25 startups mais promissoras do ano. Casafari, Forall Phones e Aircourts lideram

Entre 2016 e 2021, o top 25 arrecadou um total de 195.050.423 euros, o que representa um aumento de 65% no dinheiro arrecado face a 2020.

Casafari, Forall Phones e Aircourts ocupam os três primeiros lugares da lista das 25 startups mais promissoras deste ano, que consta da quinta edição do “Scaleup Portugal Report”. Estas empresas foram escolhidas, entre um total de 570, de acordo com o total do capital arrecadado, receitas e empregos criados. As 25 startups mais promissores foram fundadas entre 2016 e 2021 e são, sobretudo, provenientes de ICT, Consumo e Web, MedTech e Health IT; e Cleantech & Industry 4.0.

O top 25 é, contudo, “apenas uma pequena representação do ecossistema de startups portuguesas”, mas “mostra o potencial de crescimento do ecossistema”, concluiu o “Scaleup Portugal Report”.

Fundada em 2017, a Casafari — que ocupa o primeiro lugar do pódio — é uma plataforma que agrega ofertas de imóveis. Tem operações em Portugal, Espanha, França e Itália, contando já com cerca de 1.500 clientes.

A Forall Phones, fundada por José Costa Rodrigues e, entretanto, vendida a um investidor privado português com ligações à China, foi criada em 2016 e atua no mercado dos equipamentos recondicionados da marca Apple.

A fechar o top 3 está a Aircourts, startup que criou uma aplicação móvel para ligar as pessoas aos clubes desportivos. Através desta app é, possível reservar um campo de padel, por exemplo.

Veja aqui o ranking completo:

Top 25 arrecada mais de 195 milhões de euros

Ao todo, entre 2016 e 2021, o top 25 arrecadou um total de 195.050.423 euros, o que representa um aumento de 65% no dinheiro arrecadado até 2020. Além disso, as startups selecionadas são responsáveis por 84% do dinheiro angariado pelas startups portuguesas fundadas entre 2016 e 2021. Por sua vez, o montante angariado pelas scaleups do top é 19 vezes superior à média arrecadada pelas startups portuguesas.

Os resultados do relatório evidenciam também que as startups portuguesas estão a conseguir atrair investidores. Mais: 70% do dinheiro angariado pelo top 25 foi através de fontes de financiamento internacionais.

O ranking de 2021 integra, ainda, 15 novas empresas: Casafari, TB.LX, Mindprober, Sensei, Coverflex, Digital Manager Guru, Kitsch, Sound Particles, Glartek, Automaise, Tesselo, GoParity, Wegho, Twoosk e Live Electric Tours.

O “Scaleup Portugal Report”, que contou com uma parceria entre Informa D&B, EIT Digital, BGI, Sempa/Next e Maze, reúne o top 25 das melhores startups/scaleups em Portugal, procurando também identificar quais os aspetos do seu perfil que as tornam bem-sucedidas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estas são as 25 startups mais promissoras do ano. Casafari, Forall Phones e Aircourts lideram

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião