Intel negoceia investimento de oito mil milhões para “chips” em Itália

Grupo norte-americano e o governo de Mario Draghi estão a negociar a possível instalação de uma unidade avançada de semicondutores em Itália, num investimento de oito mil milhões de euros em dez anos.

A Intel pode vir a instalar em Itália uma unidade avançada de revestimento de semicondutores, num investimento de oito mil milhões de euros a realizar ao longo de uma década, a contar a partir do início da construção. A informação foi avançada pela Reuters, que sublinha como as negociações se “intensificaram” nos últimos tempos.

O grupo norte-americano planeia investir em capacidade de produção de tecnologia de ponta um total de 80 mil milhões de euros ao longo da próxima década na Europa. Se for alcançado um acordo com o governo de Mario Draghi, 10% desse montante será canalizado para Itália no longo prazo.

Este empreendimento é complementar à megafábrica de semicondutores que a Intel planeia construir na Alemanha ou em França. E surge numa altura em que o setor vive uma crise de escassez de oferta sem precedentes, desencadeada pela pandemia.

A falta de chips está a gerar constrangimentos na produção de artigos tão diversos como computadores portáteis e automóveis, um pouco por todo o mundo. Grandes empresas como a Intel estão a acelerar investimentos no aumento da capacidade de produção para suprimir essas falhas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Intel negoceia investimento de oito mil milhões para “chips” em Itália

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião