BCP tem a ganhar com subida dos juros na Polónia, dizem analistas

Banco Central da Polónia foi o primeiro banco central a subir juros em 2022. Analistas do BPI/CaixaBank dizem que BCP tem a ganhar com decisão. Ações brilham no arranque do ano.

O BCP BCP 5,20% tem a ganhar com a subida das taxas de juro na Polónia. O banco central polaco foi o primeiro banco central do mundo a aumentar os juros em 2022, tendo anunciado esta terça-feira uma subida das taxas diretoras em 50 pontos base para 2,25% e sugeriu que poderá aumentar ainda mais para travar a inflação.

É uma decisão “positiva” para o banco português, consideram os analistas do BPI/CaixaBank. O Bank Millennium é detido em 50,1% pelo BCP.

“De acordo com o relatório do primeiro semestre do Bank Millennium, um aumento das taxas de juro em 100 pontos base deverá ter um impacto positivo de 10,5% na margem financeira. Assim sendo, esta subida de 50 pontos base deverá ter um impacto positivo de 2% na margem financeira consolidada do BCP e um impacto positivo de 4% no lucro líquido ajustado do grupo”, explicam os analistas numa nota divulgada esta quarta-feira.

As ações do banco liderado por Miguel Maya entraram em 2022 com o pé direito: acumulam uma valorização de 7,74% desde a primeira sessão do ano, na passada segunda-feira, estando a subir 1,7% esta quarta-feira para 0,1518 euros, o valor mais elevado em mês e meio.

O BPI/CaixaBank lembra que a evolução das taxas de juro na Polónia terá “um papel relevante no plano de negócios do Bank Millennium até 2024, contribuindo para cerca de metade do crescimento de 50% das receitas do banco projetadas para o período entre 2021 e 2024”.

“No geral, acreditamos que esta subida de juros poderá ser uma surpresa mais positiva do que está previsto no plano de negócios. Ainda assim, temos uma abordagem mais cautelosa no crescimento das receitas (+23% entre 2021 e 2024) na medida em que esperamos uma pressão nos spreads no contexto de subida das taxas de juro”, adiantam ainda os analistas do banco de investimento.

Evolução das ações do BCP em Lisboa:

Nota: A informação apresentada tem por base a nota emitida pelo banco de investimento, não constituindo uma qualquer recomendação por parte do ECO. Para efeitos de decisão de investimento, o leitor deve procurar junto do banco de investimento a nota na íntegra e consultar o seu intermediário financeiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP tem a ganhar com subida dos juros na Polónia, dizem analistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião