Empresas antecipam aumento de 6,5% das exportações de bens em 2022

A subida dos preços em 2021 empolou as exportações nesse ano. A expectativa das empresas é que as exportações de bens continuem a crescer em 2022, superando o valor pré-pandemia.

As empresas estão confiantes que 2022 será um ano de forte recuperação, após dois anos de impacto da crise pandémica. A perspetiva que têm é de que as exportações de bens vão crescer 6,5% este ano, em comparação com 2021, de acordo com os resultados do inquérito feito pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) que foi divulgado esta terça-feira.

As empresas perspetivam um acréscimo nominal de 6,5% nas suas exportações de bens em 2022 face ao ano anterior“, revela o gabinete de estatísticas, detalhando que “as empresas esperam um acréscimo de 7,7% nas exportações para os mercados Extra-UE e de 6% para os países Intra-UE”. Ou seja, o maior crescimento em 2022 será nas exportações para países fora da União Europeia.

A confirmar-se a expectativa das empresas, as exportações de bens de 2022 serão superiores às registadas no período pré-pandemia.

“Por Grandes Categorias Económicas (CGCE) destacam-se as exportações de máquinas, outros bens de capital (exceto o material de transporte) e seus acessórios (+9,3%) e os produtos alimentares e bebidas (+5,3%)”, detalha o INE.

Num comentário aos números das exportações até novembro, ministro da Economia considerou esta segunda-feira que “são resultados impressionantes compatíveis também com grande crescimento do emprego, mas também o crescimento muito significativo do crescimento empresarial”.

Para o conjunto de 2021, as expectativas das empresas é que as exportações de bens tenham crescido 13,5%, após a queda de 10,3% em 2020. Porém, os números entre janeiro e novembro até mostram um número maior: uma subida de 17,6%, influenciado pelo “forte crescimento de preços”, segundo o INE. Será preciso esperar mais um mês para conhecer o número final.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas antecipam aumento de 6,5% das exportações de bens em 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião