Preços na produção industrial disparam 20% em dezembro com energia e materiais mais caros

Os preços na produção industrial subiram quase 20% em dezembro, em termos homólogos, à boleia da energia e do preços das matérias-primas. Preços da produção industrial subiram 8,8% no conjunto do ano.

Os preços na produção industrial aumentaram 19,9% em dezembro, em termos homólogos, refletindo principalmente o aumento dos preços das matérias-primas e da energia, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Face ao mês anterior, a variação foi de 1,1%.

No quatro trimestre do ano passado, o índice total apresentou uma variação homóloga de 18,2%, contra 11,5% no trimestre anterior). Excluindo a componente da energia, o índice aumentou 9,7%, contra 7,1% no trimestre anterior. A variação mensal do índice agregado foi de 1,1%, contra 0,1% no mesmo mês de 2020.

Para o conjunto do ano 2021, a variação média do índice fixou-se em 8,8% (-4,2% no ano de 2020), tendo os índices para o mercado interno e externo registado variações de 10,9% e 5,1% respetivamente (-3,4% e -5,4% no ano anterior, pela mesma ordem). Excluindo do índice total o agrupamento de Energia, a variação média foi 5,5% (-1,1% em 2020).

Fonte: Índices de Preços na Produção Industrial (INE)INE

O índice das Indústrias Transformadoras apresentou uma variação homóloga de 13,9%, contra 14,4% no mês precedente, resultando num contributo de 12,5 pontos percentuais para a variação do índice total. Já a secção da eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio registou uma forte aceleração, aumentando 91,2%, contra 69,7% no mês precedente e um contributo de 7,1 p.p.

Excluindo esta secção, a variação dos preços na produção industrial abrandou para 13,9%, contra 14,3% no mês anterior.

Os preços na produção industrial têm vindo a disparar desde março de 2021.

(Notícia atualizada às 11h35 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preços na produção industrial disparam 20% em dezembro com energia e materiais mais caros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião