AIE revê em alta procura de petróleo em 2021 e em 2022

  • Lusa
  • 19 Janeiro 2022

AIE corrige projeções e diz que procura em 2021 será de 96,4 milhões de barris por dia e em 2022 aumentará 3,3 milhões, um consumo superior ao inicialmente estimado. Impacto na economia foi “contido”.

A AIE reviu em alta de 200.000 barris por dia as estimativas da procura de petróleo em 2021, tendo em conta os números elevados do último trimestre, e prevê que o consumo em 2022 seja consideravelmente superior ao estimado.

No relatório mensal sobre o mercado petrolífero publicado esta quarta-feira, a AIE (Agência Internacional de Energia) observa que entre outubro e dezembro o mundo absorveu 99 milhões de barris por dia, ou seja, mais 1,1 milhões do que no trimestre anterior e mais 345.000 do que os seus peritos tinham estimado em dezembro.

Estes números, explica, mostram que as medidas postas em prática pelos governos devido à explosão de contágios da variante Ómicron foram menos restritivas do que em vagas anteriores e o seu impacto na atividade económica e na procura de petróleo bruto “relativamente contido”.

Por este motivo, a AIE corrigiu as suas projeções em alta, em mais 200.000 barris por dia, tanto para o ano passado como para este ano.

Uma mudança notável que justifica com o argumento de que a incerteza nas previsões tem aumentado com as sucessivas vagas da Covid-19, mutações de vírus, ruturas na cadeia de fornecimento e problemas na recolha de dados.

Isto significa que a procura em 2021 será de 96,4 milhões de barris por dia, mais 5,5 milhões do que em 2020, e em 2022 aumentará mais 3,3 milhões para 99,7 milhões de barris por dia.

A correção significativa dos dados da procura por parte da agência, que reúne os principais países consumidores membros da OCDE, surge depois dos preços do petróleo terem subido desde o início deste ano para níveis máximos desde 2014.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AIE revê em alta procura de petróleo em 2021 e em 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião