DS Smith abre “guerra” ao plástico e elimina milhões de peças de uso único por semana

  • Capital Verde
  • 31 Janeiro 2022

A empresa de packaging eliminou mais de 2 milhões de peças de plástico de uso único por semana a nível global. O objetivo é substituir mais de mil milhões de peças de plástico de uso único até 2025.

Desde o lançamento da sua estratégia de sustentabilidade – Now and Next -, que surgiu no ano passado, a empresa de packaging DS Smith, revelou que substituiu 170 milhões de peças de plástico graças às suas soluções à base de papel para supermercados e retalhistas em todo o mundo – mais de 7,7 milhões só na Ibéria.

Em média, entre packaging e displays, a empresa dá conta que eliminou mais de dois milhões de peças de plástico de uso único por semana, o equivalente a 12 mil peças por hora. O objetivo é impulsionar a reciclabilidade do packaging dos seus clientes e reduzir o seu impacto no meio ambiente, com vista à substituição de mais de mil milhões de peças de plástico até 2025.

“Estamos a trabalhar com os nossos clientes para substituir mais de mil milhões de peças de plástico, a nível global, por soluções de packaging totalmente recicláveis e à base de fibra, até 2025. Os consumidores exigem cada vez mais que os produtos originem menos resíduos e, na Ibéria, estamos a adotar essa agenda de mudança para proteger o planeta e criar um futuro mais sustentável”, afirmou Ignacio Montfort, Managing Director da DS Smith Ibéria.

Até agora, a DS Smith já criou mais de mil das “soluções de packaging totalmente recicláveis e à base de fibra”, referidas por Ignacio Monrfort, para centenas de milhares de produtos, tanto de comércio tradicional como para e-commerce. Alguns exemplos destas soluções encontram-se nas caixas de vinho, em embalagens para refeições prontas com invólucros de plástico e em embalagens para fruta fresca.

Empresa quer reduzir emissões em 46% até 2030

Ao mesmo tempo, a empresa anunciou muito recentemente o compromisso de reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa (de âmbito 1, 2 e 3) em 46%, em termos absolutos, até 2030, por comparação com os níveis de 2019. Até agora a DS Smith já obteve uma redução de 23% nas emissões de CO2 por tonelada de produção, entre 2015 e 2020.

“Este compromisso não só garante que a empresa lidera o caminho, reduzindo a nossa pegada de carbono, mas também que os nossos fornecedores e parceiros fazem o mesmo”, disse Ignacio Montfort, Managing Director da DS Smith Ibéria, em comunicado. Para cumprir este compromisso, a DS Smith investirá nas suas operações nos próximos 28 anos, com a adoção de soluções de engenharia de última geração, como a tecnologia de aquecedores de biometano.

Também irá utilizar fontes de energia renováveis, como a eólica e solar, e acordos de compra de energia para substituir a eletricidade da rede.

“Depois da COP26, nunca houve um momento mais importante para as empresas demostrarem como estão a apoiar a luta contra o aquecimento global. A DS Smith encontra-se numa posição privilegiada para ajudar os seus clientes através das suas soluções circulares”, disse Wouter van Tol, Head of Government, Community Affairs & Sustainability da DS Smith.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

DS Smith abre “guerra” ao plástico e elimina milhões de peças de uso único por semana

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião