EDP lucrou 657 milhões e vai pagar 750 milhões em dividendos aos acionistas

Administração liderada por Stilwell d'Andrade vai propor manutenção do dividendo de 0,19 euros por ação, apesar da diminuição do resultado no ano passado.

O lucro da EDP EDP 0,44% caiu 18% para 657 milhões de euros em 2021. Apesar da diminuição do resultado, a administração liderada por Miguel Stilwell d’Andrade vai manter o dividendo de 0,19 euros por ação. Ou seja, vai distribuir mais de 750 milhões de euros aos acionistas, mais 100 milhões do que os lucros que obteve.

A elétrica explica que o resultado foi penalizado “por efeitos não recorrentes de 169 milhões de euros em 2021, incluindo imparidades associadas ao portfolio de centrais térmicas no mercado Ibérico“.

Sem estes impactos, assegura a EDP em comunicado enviado ao mercado, o lucro recorrente apresenta um crescimento de 6% para 826 milhões de euros, “suportado pelo desempenho positivo do negócio global de renováveis, a integração da Viesgo em Espanha e crescimento das operações de redes de eletricidade no Brasil”. Ficou em linha com o esperado pelos analistas.

A empresa diz ainda que viu o seu desempenho ser afetado “pela subida dos preços de energia nos mercados grossistas internacionais”, e pelos “recursos hídricos abaixo da média na Península Ibérica”.

A margem bruta caiu 5% para 4.835 milhões de euros, enquanto os custos operacionais aumentaram 7% para 1.220 milhões, levando o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) a recuar 6% para 3.723 milhões de euros. Em termos recorrentes, o EBITDA subiu 7% para 3.735 milhões.

Dívida cai para o valor mais baixo em 14 anos

A EDP dá ainda conta que o investimento bruto totalizou os 3,9 mil milhões de euros, “com as energias renováveis e redes de eletricidade a representarem 95% deste valor”. A empresa fala em investimentos em “atividades alinhadas com a transição energética”.

Por outro lado, a dívida líquida baixou 6% para 11,6 mil milhões de euros (-700 milhões de euros em relação a 2020), “o montante mais baixo dos últimos 14 anos”.

Segundo a companhia elétrica, esta redução “reflete o aumento de capital de 1,5 mil milhões de euros realizado na EDP Renováveis, a emissão de dois mil milhões de euros de obrigações híbridas verdes, e o aumento de investimento em renováveis e redes de eletricidade”.

Chineses recebem 152 milhões

A China Three Gorges é o maior acionista da EDP, com 20,22% do capital da elétrica. Com mais de 800 milhões de ações, vai ter direito a um cheque de 152 milhões de euros por conta dos dividendos.

BlackRock e Oppidum Capital têm mais de 7% e vão receber mais de 50 milhões.

(Notícia atualizada às 17h27)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP lucrou 657 milhões e vai pagar 750 milhões em dividendos aos acionistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião