“Podemos estar perto do pico da inflação”, diz Klaus Regling

  • ECO
  • 12 Maio 2022

Líder do MEE afasta novas emissões conjuntas de dívida e considera que o PRR tem verbas para lidar com os impactos da guerra na Ucrânia.

O diretor-geral do Mecanismo de Estabilidade admite que o Banco Central Europeu, à semelhança da Reserva Federal norte-americana também vai aumentar as taxas de juro em resposta à inflação que, pode “estar perto do pico”, admite em entrevista ao Jornal de Negócios (acesso pago).

“A inflação é tão alta, que mesmo algum aumento nas taxas de juros ainda significaria que as taxas reais permaneceriam altamente negativas. Nunca estiveram tão negativas, e um aumento não significa que veremos taxas de juros positivas”, acrescenta, Klaus Regling, afastando o cenário de estagflação.

O líder do MEE, que tem o ex-ministro das Finanças João Leão como candidato à sua substituição, afasta novas emissões conjuntas de dívida e considera que o PRR tem verbas para lidar com os impactos da guerra na Ucrânia. “No NextGenerationEU ainda há muito dinheiro disponível, a maior parte não foi desembolsado, será nos próximos cinco anos, e isso é muito útil para superar os problemas associados à pandemia, mas também para os países que sofrem com os preços altos da energia e dos alimentos, e o custo adicional da guerra. Ainda não foram alocados cerca de 230 mil milhões dos 800 mil milhões de euros. Isso pode ser alocado agora, especificamente onde houver problemas adicionais provenientes da guerra. Acho que não vai ser necessário neste momento. Isto pode mudar no futuro, mas para já não há necessidade e não há sequer uma discussão entre os Estados-membros sobre isso”, sublinhou em entrevista ao Negócios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Podemos estar perto do pico da inflação”, diz Klaus Regling

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião