Direto Comissão recomenda que seja atribuído à Ucrânia estatuto de candidato à UE

A Comissão Europeia recomenda que seja atribuído à Ucrânia estatuto de candidato à União Europeia, mas lembra que é necessário que o país adote algumas reformas.

A Comissão Europeia recomenda que a Ucrânia tenha a perspetiva de aderir à União Europeia e que lhe seja atribuído o estatuto de candidato, anunciou esta sexta-feira, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Mas esta aceitação pressupõe que “anteriormente o país adote várias reformas“, alertou a responsável, recordando que a Ucrânia já demonstra a aspiração e a determinação em cumprir os valores e os padrões da Europa.

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, declarou que, neste momento, o seu país está mais próximo da União Europeia (UE) do que alguma vez esteve desde a sua independência em 1990.

“A Ucrânia está agora mais próxima da União Europeia do que alguma vez esteve desde a sua independência”, assegurou o Presidente na sua habitual mensagem diária em vídeo divulgada pelas agências de notícias locais. O Presidente ucraniano afirmou que “graças à coragem de homens e mulheres ucranianos, a Europa pode criar essa nova história de liberdade e, finalmente, eliminar a área cinzenta entre a UE e a Rússia no Leste da Europa”.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comissão recomenda que seja atribuído à Ucrânia estatuto de candidato à UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião