Nasdaq afunda 30% desde janeiro e S&P 500 fecha pior semestre desde 1970

Entre janeiro e junho, o Nasdaq perdeu quase 30% do valor, tendo sido mesmo o pior semestre do S&P 500 desde os anos 70. Período ficará para a história como um dos mais duros para os investidores.

As bolsas dos EUA fecharam a sessão desta quinta-feira em forte baixa, pondo fim a um dos piores semestres de que há memória nos mercados financeiros. Ao longo dos últimos seis meses, os investidores viveram dias tensos, intensos e de extrema volatilidade, com os índices a registarem alterações violentas na trajetória em muitas das sessões.

Para o índice de referência de Wall Street, este foi mesmo o pior semestre desde 1970, o que indicia que este foi também o pior período de sempre na carreira de alguns investidores. No acumulado, o S&P 500 afundou 20,6% desde 1 de janeiro, enquanto o industrial Dow Jones perdeu 15,3%. Mas as quebras foram ainda mais significativas nas ações de tecnologia, com o Nasdaq a levar uma razia de -29,5%, há vários meses em território de bear market.

A descida das bolsas deu-se num período marcado pelo eclodir da guerra na Europa, com a invasão da Ucrânia pela Rússia. Mas seguiu-se a um ano de 2021 em que foi difícil perder dinheiro nos mercados financeiros. A correção afetou a generalidade dos ativos financeiros, arrasando os preços das ações e das criptomoedas — e fazendo disparar os juros das obrigações.

Como pano de fundo está o cenário de inflação muito elevada, que, no caso dos EUA, começa a entranhar-se cada vez mais na economia. O fenómeno levou a Fed a cortar os estímulos e a iniciar uma subida das taxas de juro que, na última reunião, fez subir a taxa diretora em 75 pontos base. Um cenário que, na reunião anterior, tinha sido afastado pelo próprio presidente, Jerome Powell.

Nesta sessão em concreto, a negociação foi condicionada pela divulgação dos dados do consumo, colocando a descoberto uma desaceleração no crescimento da despesa das famílias, que registou o ritmo mais lento desde o início do ano. Enquanto o S&P 500 perdeu 0,86%, o Dow Jones cedeu 0,82% e o Nasdaq caiu 1,33%.

Quanto a títulos, a Apple caiu 1,8% e a Tesla recuou 1,76%. A Amazon desvalorizou mesmo 2,49% e até a fabricante de chips AMD recuou 1,95%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nasdaq afunda 30% desde janeiro e S&P 500 fecha pior semestre desde 1970

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião