Wall Street fecha no ‘verde’ após publicação de minutas da Fed

Os três principais índices norte-americanos fecharam a subir nesta quarta-feira depois de os investidores saberem o que antecipa a Reserva Federal dos Estados Unidos para os próximos meses.

Segunda sessão da semana, segundo fecho em terreno positivo. As praças norte-americanas terminaram a negociação desta quarta-feira no ‘verde’ depois da divulgação das minutas da mais recente reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed, na sigla original).

O índice S&P 500 somou 0,37% para 3.845,47 pontos; o índice tecnológico Nasdaq cresceu 0,35%, para 11.362,20 pontos; a praça industrial Dow Jones subiu 0,22%, para 31.036,23 pontos.

A Fed concordou no mês passado que as taxas de juro podem precisar de continuar a subir por mais tempo, de forma a evitar que a inflação se consolide, mesmo que isso provoque uma desaceleração na economia dos EUA.

As minutas publicadas esta quarta-feira, referentes à reunião de junho, indicam que o banco central aponta para uma subida de 50 ou 75 pontos-base nos juros em julho.

“Muitos participantes acreditaram que um risco significativo (…) era que a inflação elevada poderia se enraizar se o público começasse a questionar a determinação do Comité em ajustar a política monetária conforme fosse preciso”, lê-se nas minutas.

O mercado sentiu-se mais orientado perante a informação das minutas. “Considero que as pessoas estão mais focadas no patamar final das subidas nas taxas de juro, pelo que a discussão sobre os 50 ou 75 pontos base de aumento apenas apontam qual será o limite”, antecipou Jason Pride, responsável de investimento da empresa de gestão de fortunas Glenmede, citado pela Reuters.

Os membros da Fed também “reconheceram que o fortalecimento de políticas poderia desacelerar o ritmo de crescimento económico durante algum tempo, mas viram o retorno da inflação a 2% como fundamental para alcançar níveis mais altos de emprego de forma sustentada”.

A Fed aumentou as taxas de juro em 75 pontos base em junho, naquele que foi o maior aumento desde 1994. O presidente, Jerome Powell, avisou que poderia haver um novo aumento de 50 ou 75 pontos base na próxima reunião de julho. A presidente do Fed de Kansas, Esther George, foi a única dos 18 membros a discordar de aumentar os juros em 75 pontos base em junho, mostram as atas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street fecha no ‘verde’ após publicação de minutas da Fed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião