Candidaturas abertas ao programa que leva startups portuguesas à Web Summit

Pela primeira vez, o programa vai garantir a participação gratuita a 25 startups de impacto, fundadas por minorias sub-representadas ou com fundadores de nacionalidade ucraniana.

A Startup Portugal e a Web Summit 2022 vão escolher até 100 startups fundadas em Portugal para participarem e exibirem as suas soluções no evento tecnológica. As selecionadas terão acesso a um bootcamp de preparação para a conferência organizado pela Startup Portugal. As candidaturas para o ‘Road 2 Web Summit’ (R2WS) estão abertas até 9 de setembro.

“A Web Summit está empenhada em fornecer às startups portuguesas acesso inigualável a milhares de investidores, media e fundadores internacionais através do ‘Road 2 Web Summit’. Tivemos algumas startups portuguesas incríveis que passaram pelo programa, incluindo a Sound Particles, que recentemente levantou 2,5 milhões de euros. Ao longo dos anos, financiamentos como este permitiram que as startups portuguesas crescessem – já representam mais de 1% do PIB nacional – e temos a certeza que, em 2022, voltaremos a ver um grupo entusiasmante de jovens empresas portuguesas na Web Summit”, afirma Ricardo Lima, head of startups da Web Summit, em comunicado.

Pela primeira vez, entre as 100 startups a selecionar, o programa garante a participação totalmente gratuita a 25 startups de impacto, fundadas por minorias sub-representadas na comunidade empreendedora portuguesa ou com fundadores de nacionalidade ucraniana.

‘Road 2 Web Summit’ 2021

Os participantes do programa farão parte do grupo de startups que vão representar Portugal na conferência, terão acesso a um desconto de 50% no Alpha Pack e à preparação intensiva num bootcamp, a realizar cerca de duas semanas antes da conferência. O bootcamp vai debruçar-se sobre temas como “que objetivos definir para o evento”, “como fazer um pitch”, “como abordar os investidores”, ou “como navegar na aplicação do evento”.

“Temos contado, ao longo das últimas iniciativas, com startups representativas de diversos setores de atividade e áreas geográficas em todo o território português, situação que contamos ver replicada neste ‘Road 2 Web Summit’. É gratificante acompanhar o dinamismo e o percurso de crescimento de muitas das startups que participaram na edição de 2021 tais como a sheerME, a Newsroom, a Ablute, a Swonkie ou a Volt Games. Contamos com um grande entusiasmo dos empreendedores na participação no programa deste ano”, explica António Dias Martins, diretor executivo da Startup Portugal.

Esta é a sétima edição do programa, realizado numa estreita parceria entre a Web Summit e a Startup Portugal, que já impulsionou a participação de mais de 670 startups portuguesas na conferência.

As candidaturas estão abertas até dia 9 de setembro no site da Startup Portugal. Para se candidatarem, as startups devem ter um produto mínimo viável (MVP), presença online ativa (app ou site) e ter número de contribuinte português. A Startup Portugal e a Web Summit darão prioridade a startups que nunca participaram no R2WS.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Candidaturas abertas ao programa que leva startups portuguesas à Web Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião