Francesa Keys vende Lx Factory a joint-venture do Grupo Arié

Novos donos deste espaço de Lisboa prometem avançar com a "reabilitação gradual dos espaços" e "melhorias ao nível das zonas exteriores e da organização do trânsito automóvel".

Há cinco anos nas mãos dos franceses do Grupo Keys, o Lx Factory troca agora de mãos. O espaço comercial e cultural em Alcântara, no concelho de Lisboa, foi adquirido por uma joint-venture entre o Grupo Arié, o Europi Property Group e a Bedrock Capital. Os novos donos querem manter os espaços de retalho e restauração, mas promover obras de recuperação e melhoria nas zonas exteriores.

Em setembro de 2017 era notícia que o Lx Factory tinha sido vendido pela portuguesa Mainside à francesa Keys, ex-dona de espaços na capital como a Pensão Amor, no Cais do Sodré, e Rio Maravilha, no Lx Factory. Na altura, não foi revelado o valor da operação, mas a Keys pretendia requalificar alguns edifícios e aumentar a oferta, de forma a acolher mais empresas.

Agora, aquele espaço foi novamente vendido, passando para as mãos de uma joint-venture entre o Grupo Arié, o Europi Property Group e a Bedrock Capital, refere um comunicado enviado esta terça-feira às redações. Sem revelarem o valor da operação, sabe-se que os novos donos “pretendem manter a identidade e património cultural únicos do Lx Factory“.

Assim, o espaço “continuará a destinar-se a escritórios, retalho e restauração”, e os compradores vão ainda avançar com a “manutenção do look & feel industrial” do Lx Factory. “Estão a ser desenvolvidos planos para reabilitação gradual dos espaços e introdução de melhorias ao nível das zonas exteriores e da organização do trânsito automóvel“, lê-se na mesma nota.

Jonathan Willén, CEO da Europi, citado no comunicado, comenta que o objetivo é “investir nos edifícios existentes e expandir a oferta de serviços” do Lx Factory. “Esta aquisição demonstra o nosso compromisso em investir em Portugal, onde ao longo dos últimos 12 meses já construímos um portefólio de dez ativos logísticos com uma área total de cerca de 150.000 metros quadrados“, acrescenta.

Os compradores foram assessorados pela Morais Leitão, CBRE, EY e Howden M&A, enquanto a Garrigues atuou do lado do vendedor.

O Grupo Arié foi fundado em 1954 por Roudolph Arié e opera em Portugal há mais de 60 anos, onde conta com cerca de 300 colaboradores. Adquiriu em 2015 a Perfumes e Companhia e detém o Grupo Capricciosa.

Por sua vez, a Bedrock está a desenvolver em Alcântara um projeto de escritórios, num investimento de mais de 100 milhões de euros, que contará com a EY como um dos inquilinos, como noticiado na semana passada.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Francesa Keys vende Lx Factory a joint-venture do Grupo Arié

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião