“PS e PSD têm de firmar um acordo para a localização do novo aeroporto”premium

Pedro Nuno Santos gostava que a TAP tivesse perdido menos slots, mas o verdadeiro problema é a saturação da capacidade no aeroporto de Lisboa. Futura infraestrutura deve ser acordada entre PS e PSD.

Pedro Nuno Santos defende um entendimento entre o PS e o PSD sobre a futura localização do novo aeroporto de Lisboa, para garantir que depois da avaliação ambiental estratégica se chega a uma decisão definitiva. O ministro das Infraestruturas não revela quantas faixas horárias Bruxelas chegou a querer que a TAP cedesse, mas diz que eram bem mais. " A sensação com que ficámos no fim foi de vitória", afirma. Diz também que não foi uma derrota para a Ryanair, que gostava de ver crescer mais em Portugal, assim a capacidade aeroportuária o permitisse. Sobre a venda das participações que a TAP terá de fazer, admite que sair da Manutenção & Engenharia Brasil (a antiga VEM) vai custar 110 milhões de euros. Já a Groundforce, "uma empresa viável", deverá ser vendida nos próximos meses. A TAP vai

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos
  • Tiago Lopes
  • Social Media Editor